Now reading

Vida

Vida
Vida

Há lembranças que fazemos de tudo para que permaneçam esquecidas em algum canto do nosso cérebro. Não faz bem remexer nas fotos, nos documentos, nos escritos… Parece que eles guardam não apenas a memória do que passou, mas também os cheiros, os gostos, as angústias, as dores… voltamos a sentir o medo e o sofrimento de outrora.

Seria bom se pudéssemos enterrar algumas coisas; apagá-las das lembranças de forma definitiva. Mas não dá. Nada que teve um impacto emocional muito grande pode, simplesmente, ser esquecido. Alguma coisa sempre fica.

Em alguns momentos sofridos penso: não quero mais pensar nisso; arquivo os e-mails; escondo tudo o que possa remeter ao passado. E tento não olhar para trás.

Mas o que somos hoje, foi construído a partir de tudo o que vivemos. As bases mais sólidas, as fraquezas, tudo teve origem nas experiências vividas. Nossas próprias experiências.

Não acho que temos que viver presos ao passado. Aliás, não devemos. Mas ele não pode ser negado. E ele precisa ser usado para que possamos refletir, amadurecer, nos transformarmos em algo melhor. Podemos nos fortalecer, ganhar experiências, enfrentar as dificuldades sem tanto pavor. Podemos ganhar humildade, maior compreensão pelos problemas dos outros, evitando julgar comportamentos frente a situações que nunca enfrentamos. Podemos passar a apreciar as pequenas belezas, os momentos únicos de amor, carinho, união, um por-do-sol, uma lua cheia.

Eu ainda tenho meus medos de enfrentar alguns eventos do meus passado (próximo ou distante). Ainda choro frente às saudades imensas que algumas pessoas deixaram em mim. Sofro por todos os erros que cometi. Fico amedrontada quando relembro ameaças, confrontos, discussões, agressões, torturas.

Mas eu não seria o que sou hoje sem as pessoas que passaram pela minha vida e deixaram algo de si; sem as percepções das decisões erradas e os arrependimentos que as acompanham; sem os pedidos de desculpas, humildemente solicitados; sem os confrontos que me fortaleceram e me fizeram buscar estratégias de enfrentamento, sem violência ou força, apenas treinando meus argumentos e usando minha inteligência.

Quando estamos vivendo um momento alegre, desejamos que ele dure para sempre. E, nas ilusões que somos capazes de enxergar como realidades, acreditamos, de verdade, que o momento feliz poderá ser eterno. Queremos jogar a âncora ao mar, parar o barco e permanecer eternamente no mesmo lugar.

Mas essa situação é impossível. Não há como deter nossa jornada. E não valorizaríamos tanto os momentos alegres se não vivêssemos os momentos tristes. Vivemos sempre em comparação. Nos comparamos ao que fomos ontem, com todas as nossas conquistas e realizações.

Então, nem o passado pode ser esquecido, nem podemos escolher ficar vivendo nele para sempre. O passado continua presente apenas para ajudar a completar nossa metamorfose. E que possamos carregar nossa capa colorida, de todas as cores, com lindos desenhos… e que quanto mais cores levarmos em nós, mais rica de sentimentos e lembranças tenha sido nossas vidas.

– Sílvia Souza

 

 

Written by

9 Comments
  • A única forma de modificar uma lembrança talvez seja olhar diferente para uma esperança.

  • laynnecris disse:

    Bem verdade seu relato, embora a convivência com tudo isso na prática não é tão fácil lidar.

  • Vdd, não gosto de relembrar momentos tristes. Tento sempre joga-los na caixinha do esquecimento, mas alguns cismam aparecer.
    E felizes para sempre só msm em conto de fadas (Ou será que acontece algo depois?)

  • Paloma Silva disse:

    A vida é muito “coisada” kkkkkk maaaas a gente aprende. E sim, como é difícil enfrentar o passado, tem que ser muito ninja – coisa que não sou haha

  • Lari Reis disse:

    Boa reflexão, Silvia.
    Me fez pensar em uma pergunta que costumamos ver por ai “se pudesse mudar algo do seu passado…?”. Depois de muito tempo pensando nisso, resolvi que não mudaria nada. Eu queria sim que muita coisa tivesse acontecido de outra forma e que eu tivesse agido diferente, feito escolhas diferentes. Mas, não há certeza de onde essas mudanças, esse transformar o passado iria me levar. Me é impossível pensar que, mudando algo, estaria exatamente onde estou hoje. Não vale a pena viver de arrependimentos ou de lamentos dos momentos ruins. Às vezes eles veem à tona, mas a gente sempre precisa saber seguir em frente! 🙂

    Bjs

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza