18.05.2016

endo101

 

O que é Endocrinologia?

É uma especialidade médica que trata das glândulas endócrinas, produtoras de hormônios.

 

Quais são exemplos de problemas que são tratados pelo Endocrinologista?

Os hormônios secretados pelas glândulas endócrinas regulam várias funções do nosso corpo. Os distúrbios dessas funções que têm como causa as alterações hormonais são estudados e tratados pelo endocrinologista.

Os hormônios liberados pela glândula hipófise são importantes para regular o funcionamento de outras glândulas. Algumas alterações de hormônios hipofisários podem ter sintomas bem característicos, como o excesso de hormônio de crescimento (GH) que pode provocar o gigantismo ou a acromegalia.

O hormônio liberado pela tireóide interfere diretamente no metabolismo geral.

As suprarrenais segregam adrenalina, cortisol e outros hormônios importantes.

O pâncreas produz insulina, fundamental no controle do açúcar do sangue.

Os ovários e os testículos são glândulas responsáveis pela produção dos hormônios sexuais.

Outros órgãos do corpo podem ter função de secretar hormônios que atuarão em outros aspectos do metabolismo ou no controle de outras funções.

– Sílvia Souza

amor-perfeito

  O que é Endocrinologia? É uma especialidade médica que trata das glândulas endócrinas, produtoras de hormônios.   Quais são exemplos de problemas que são tratados pelo Endocrinologista? Os hormônios secretados pelas glândulas endócrinas regulam várias funções do nosso corpo. Os distúrbios dessas funções que têm como causa as alterações hormonais são estudados e tratados […]


Comentários desativados em Endocrinologia


20.04.2016
Molécula de Prolactina ImageSource=RCSB PDB; StructureID=1rw5; DOI=http://dx.doi.org/10.2210/pdb1rw5/pdb;

Molécula de Prolactina
ImageSource=RCSB PDB; StructureID=1rw5; DOI=http://dx.doi.org/10.2210/pdb1rw5/pdb;

 

O que é hiperprolactinemia?

Hiperprolactinemia é o nome dado a níveis elevados do hormônio Prolactina. A prolactina é produzida pela hipófise, que é uma glândula localizada na base do cérebro. A função principal da prolactina é estimular a produção de leite pelas mamas após o parto. Então, é normal encontrarmos níveis elevados de prolactina no sangue durante a gravidez e no período de amamentação.

Fora desses condições, a elevação dos níveis de prolactina pode acontecer devido ao uso de alguns remédios ou devido a algumas doenças. Uma das principais causas é um tumor da hipófise que produz prolactina e se chama prolactinoma. Esse tumor geralmente é benigno e é mais comum em mulheres.

 

Quais são os efeitos do aumento de prolactina?

A prolactina leva a uma redução dos níveis dos hormônios sexuais (estrógeno e testosterona) tanto em homens quanto em mulheres. Essas alterações hormonais podem levar a disfunções sexuais e menstruais, com infertilidade, redução do desejo sexual e perda óssea.

Além disso, as mulheres podem apresentar:

  • Irregularidade menstrual ou ausência dos ciclos menstruais
  • Ressecamento vaginal, podendo resultar em dor durante o ato sexual
  • Presença de leite nas mamas fora da gestação ou do aleitamento

Os homens podem apresentar:

  • Disfunção erétil
  • Redução da massa muscular e dos pelos do corpo

As pessoas com grandes prolactinomas podem apresentar dores de cabeça e problemas visuais.

 

Como se identifica a hiperprolactinemia?

Os médicos podem solicitar exames que quantificam a prolactina no sangue. Para a maioria das pessoas, um nível de prolactina abaixo de 25 μg/L (microgramas por litro) é normal, e acima de 25 é elevado. Um nível de prolactina acima de 250 μg/L geralmente indica um prolactinoma. Entretanto, alguns remédios podem causar grandes aumentos nos níveis de prolactina.

Outros exames devem ser solicitados para identificar a causa da hiperprolactinemia. Uma das causas é diminuição da atividade da tireóide (hipotireoidismo); então devem ser solicitadas as dosagens dos hormônios tireoidianos. Se houver a suspeita de um tumor da hipófise, solicita-se uma RNM (ressonância nuclear magnética) da hipófise.

Deve-se também descartar gestação, se a paciente for uma mulher em idade fértil. Doenças renais e do fígado também devem ser descartadas, além de uma história cuidadosa sobre uso de medicamentos. Vários medicamentos podem aumentar a prolactina: estrógeno, alguns analgésicos, metoclopramida, antidepressivos e outros medicamentos que agem no sistema nervoso, alguns remédios para tratar hipertensão arterial, entre outros.

 

Qual é o tratamento da hiperprolactinemia?

Algumas pessoas com hiperprolactinemia que não apresentam sintomas ou com poucos sintomas podem não precisar de tratamento.

O tratamento pode variar de acordo com a causa ou com os sintomas apresentados.

  • Prolactinoma: a etapa inicial é o uso de medicamentos que diminuem a produção da prolactina e reduzem o tamanho do tumor; os medicamentos geralmente utilizados são a cabergolina e a bromocriptina. Quando o medicamento não é eficaz ou quando há muitos efeitos colaterais, a cirurgia é considerada. Raramente, nem os medicamentos nem a cirurgia resolvem totalmente o problema. Nesses casos, o tratamento com radioterapia pode ser uma opção.
  • Hiperprolactinemia por uso de medicamentos: pode-se tentar suspender a medicação e observar os níveis de prolactina, mas APENAS se a medicação puder ser suspensa! O médico deve ser sempre consultado antes de qualquer tentativa. Em alguns casos, é possível tentar a substituição por outros medicamentos que não interfiram nos níveis de prolactina. Quando a medicação não puder ser interrompida ou substituída, pode-se fazer uso de cabergolina ou bromocriptina para reduzir a prolactina. Ou, em casos de infertilidade, redução do desejo sexual, redução da massa óssea, pode-se tentar o tratamento com estrógeno (em mulheres) ou testosterona (em homens).
  • Hipotireoidismo: tratamento específico com a reposição dos hormônios tireoidianos.

– Sílvia Souza

amor-perfeito

  O que é hiperprolactinemia? Hiperprolactinemia é o nome dado a níveis elevados do hormônio Prolactina. A prolactina é produzida pela hipófise, que é uma glândula localizada na base do cérebro. A função principal da prolactina é estimular a produção de leite pelas mamas após o parto. Então, é normal encontrarmos níveis elevados de prolactina no sangue durante […]






%d blogueiros gostam disto:
DESIGN POR JESS