Now reading

Soneto de Guilherme

Soneto de Guilherme
Soneto de Guilherme

Após deste castelo sair

E minhas lágrimas derramar

Quero é te ver

E seus lábios beijar.

 

Seus olhos azuis como água

Seu cabelo macio como o algodão

Sua pele lisa como pêssego

Seu corpo leve como o vento

 

Com seu lindo olhar

Vindo à minha direção

Para um abraço me dar

 

Só para seu pranto derramar

Ao ir embora e

Do meu abraço escapar.

– Guilherme (meu filho de 12 anos)

Written by

Instagram
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #pearlbuck #citações #reflexõesdesilviasouza