Ponto de Vista
Previous post
Now reading

Saúde: Síndrome Metabólica

Saúde: Síndrome Metabólica
Saúde: Síndrome Metabólica

O que é a Síndrome Metabólica?

A Síndrome Metabólica é um conjunto de alterações clínicas ou dos exames de uma pessoa que aumentam os riscos dela vir a desenvolver Diabetes tipo 2 ou doenças cardiovasculares.

Para ter o diagnóstico de Síndrome Metabólica, a pessoa deve ter, ao menos, 3 destas 5 condições:

  1. Obesidade com acúmulo de gordura visceral (no abdome), o que acarreta aumento da circunferência abdominal. Classifica-se uma pessoa como obesa quando ela tem o IMC (Índice de Massa Corporal) ≥ 30 kg/m². Considera-se uma circunferência abdominal aumentada quando acima de 102 cm nos homens e acima de 89 cm nas mulheres.
  2. Aumento da Pressão Arterial (pressão alta). A pressão é considerada aumentada se: a pressão sistólica (a pressão máxima) for ≥ 130 mmHg ou se a pressão diastólica (a pressão mínima) for ≥ 85 mmHg ou se a pessoa tomar algum remédio para pressão alta.
  3. Aumento da glicemia (açúcar no sangue). Todas as células do corpo precisam de açúcar para funcionar normalmente. O açúcar entra nas células com a ajuda de um hormônio chamado insulina. Se não houver insulina suficiente ou se as células do corpo não responderem bem à insulina que está no sangue, a glicemia sobe. A glicemia é considerada aumentada se for ≥ 100 mg/dl quando colhida em jejum de 8 horas.
  4. Aumento dos Triglicérides. Os triglicérides são gorduras que ficam no sangue. Os triglicérides são considerados elevados se estiverem acima de 150 mg/dl.
  5. HDL-Colesterol baixo. O HDL-Colesterol é o “colesterol bom”. Diz-se isso porque quem tem o HDL mais elevado tem menor risco de infarto e de outros problemas de saúde. O HDL-Colesterol é considerado baixo quando for menor de 40 mg/dl nos homens e menor de 50 mg/dl nas mulheres.

O melhor tratamento para quem tem Síndrome Metabólica é a Mudança de Estilo de Vida (MEV), com melhora da alimentação e aumento da atividade física objetivando a redução de peso. A redução de peso acabará levando a diminuição da circunferência abdominal, dos níveis de triglicérides e dos níveis da pressão arterial.

 

Existem exames para a Síndrome Metabólica?

Como parte do exame clínico na consulta médica, o médico vai avaliar:

  1. a pressão arterial
  2. o peso e a altura, para o cálculo do IMC
  3. a circunferência abdominal com uma fita métrica

Também serão solicitados exames de sangue para medir os níveis de glicemia e dos lípides (colesterol e triglicérides).

 

A Síndrome Metabólica pode ser prevenida?

Pode-se reduzir o risco de desenvolver a Síndrome Metabólica através dos seguintes cuidados:

  1. Redução do peso para quem está com sobrepeso ou obesidade
  2. Aumento do consumo de frutas e vegetais, além de produtos lácteos desnatados.
  3. Redução do consumo de alimentos com elevado teor de gordura saturada.
  4. Manutenção de uma vida ativa, através de caminhadas ou outras atividades físicas na maioria dos dias da semana.
  5. Interrupção do tabagismo, para quem fuma.

 

Como a Síndrome Metabólica é tratada?

O tratamento deve incluir:

  1. Dieta: dietas saudáveis e que possam ajudar a reduzir o peso incluem:
    • Dieta Mediterrânea: dieta com elevado consumo de frutas, vegetais, frutas oleaginosas, grãos integrais e azeite de oliva. Ela ajuda a reduzir o peso, a pressão arterial, os lípides e a glicemia.
    • Dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension):  dieta com consumo reduzido de sal e de gorduras. Ela ajuda a reduzir a pressão arterial, o peso, os lípides e a glicemia.
    • Dieta rica em fibras: o aumento do consumo diário de fibras (ao menos 30 gramas por dia) pode ajudar a reduzir a pressão arterial e o peso. As fibras estão presentes em feijões, cereais integrais, vegetais e frutas.
  2. Exercício: deve-se fazer alguma atividade física por, pelo menos, 30 minutos por dia, 5 ou mais vezes na semana. Para quem não consegue se exercitar por 30 minutos ininterruptos, podem ser feitos 3 a 4 treinos diários de cerca de 10 minutos cada um.
  3. Medicamentos: podem ser necessários medicamentos para reduzir a pressão arterial, os lípides e a glicemia.

 

Como medir a circunferência abdominal:

 

©2017 UpToDate®
Reproduced from: National Heart, Lung, and Blood Institute. The Practical Guide: Identification, Evaluation, and Treatment of Overweight and Obesity in Adults. US Department of Health and Human Services, Public Health Service, National Institutes of Health, National Heart Lung and Blood Institute, Bethesda MD, October 2000.
Graphic 83697 Version 1.0

 

Written by

Instagram
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #cesarecantú #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #thubtenchodron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza