Genética
Previous post
Now reading

Saúde: Preparação para engravidar quando se tem diabetes

Saúde: Preparação para engravidar quando se tem diabetes
Saúde: Preparação para engravidar quando se tem diabetes

O que deve ser feito para preparar uma mulher diabética para engravidar?

A mulher diabética deve sempre fazer uma avaliação médica antes de engravidar. Deve-se fazer uma avaliação com o Obstetra (médico que acompanha a gestação) e com o Endocrinologista ou o médico que fizer o acompanhamento do diabetes. O Endocrinologista deve estar ciente do desejo de engravidar, para que ele possa dar todas as orientações necessárias para uma gestação saudável.

Antes de engravidar, os níveis de glicemia devem tentar chegar o mais próximo possível de valores normais. Isso pode significar usar mais insulina, se já estiver em uso, ou mudar para a insulina, para mulheres que ainda não usam. Além disso, deve-se melhorar a dieta e a rotina de atividades físicas.

A manutenção de níveis normais de glicemia ajuda a prevenir abortamentos e mal formações no feto.

Os médicos que estiverem acompanhando a gestação devem estar cientes de todas as medicações em uso.

 

Quais remédios devem ser interrompidos antes da gravidez?

  1. Alguns remédios usados para tratar a pressão alta; em especial devem ser interrompidos os inibidores da ECA e os bloqueadores do receptor da angiotensina. Esses medicamentos podem levar a mal formações. Mas deve-se sempre conversar com o médico antes de suspender ou mudar um medicamento.
  2. Remédios para tratar o colesterol elevado, chamados estatinas. Esses medicamentos não foram estudados adequadamente na gravidez.

 

Há necessidade de fazer exames antes da gravidez?

  1. Exame oftalmológico (se não foi feito nos últimos 12 meses): deve-se avaliar a presença de retinopatia diabética. A gravidez aumenta o risco de desenvolvimento de retinopatia diabética ou de piora do quadro nas mulheres que já apresentam um comprometimento da retina. Pode ser necessário o tratamento da retinopatia antes da gravidez, nas mulheres que já tiverem um quadro avançado.
  2. Exames de urina: para avaliar a existência de alguma alteração renal do diabetes. A gravidez também pode piorar uma lesão renal já existente.
  3. Avaliação da pressão arterial: se a pressão estiver muito elevada, podem ser necessários medicamentos para seu controle, e que não interfiram na gravidez nem no desenvolvimento do feto.
  4. Exames de sangue para avaliar os hormônios tireoidianos: eles são muito importantes para o feto e para a gravidez.
  5. Exames de urina para avaliar a presença de infecção: se houver infecção, ela deve ser tratada antes da gravidez.

 

 

 

Written by

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza