Now reading

Saúde: Controlando a glicemia da criança

Saúde: Controlando a glicemia da criança
Saúde: Controlando a glicemia da criança

O que significa manter a glicemia da criança controlada?

Significa manter os valores de glicemia dentro de uma faixa de normalidade, nem alta nem baixa demais.

 

Por que devemos manter os valores de glicemia controlados?

O controle da glicemia ajuda a prevenir complicações agudas e crônicas. As complicações agudas são aquelas provenientes de aumentos muito importantes da glicemia (hiperglicemia) ou de reduções acentuadas da mesma (hipoglicemia) e são situações que podem exigir a necessidade de uma avaliação médica de urgência.

Os problemas crônicos são aqueles que podem surgir se a glicemia permanecer descontrolada por anos; podem surgir problemas renais, oftalmológicos, neurológicos e cardíacos.

 

Em que situações pode haver descompensação da glicemia?

  1. Em casos de doenças ou necessidade de cirurgia
  2. Em situações de mudanças na rotina
  3. Aplicação de quantidade errada de insulina (mais ou menos)
  4. Quando a criança come mais ou menos do que o planejado ou quando ela pula alguma refeição
  5. Quando a criança se exercita mais ou menos do que o planejado
  6. Quando a criança está muito excitada, triste ou preocupada
  7. Após a administração de vacinas

 

Em que níveis deve ser mantida a glicemia?

O médico que cuida da criança deve planejar com os pais e com a criança quais são os níveis ideias de glicemia. Estes valores dependerão da idade da criança e do horário em que a glicemia estiver sendo verificada (haverá variação se for em jejum, após uma refeição ou antes de dormir).

 

Como verificar os níveis da glicemia?

A glicemia é verificada com a ajuda de um aparelho desenvolvido para medir a quantidade de açúcar no sangue em alguns segundos. É obtida uma gota de sangue através de uma picada na ponta do dedo. O sangue é colocado em uma tira reagente já inserida no aparelho.

Além dessa verificação que deve ser feita algumas vezes ao dia, de acordo com a recomendação médica ou de acordo com a necessidade, a cada 2 ou 3 meses, deve ser verificada a dosagem da Hemoglobina glicada (HbA1C), que mostra a média da glicemia ao longo dos últimos meses.

 

Como ajudar a criança a manter a glicemia controlada?

  1. Aprendendo cada vez mais sobre o diabetes e sobre as coisas que podem interferir no controle da glicemia, para mais ou para menos.
  2. Organizando as refeições, de tal forma a distribuir os carboidratos ao longo do dia. Os carboidratos contribuem para aumentar a glicemia e ao distribuí-los ao longo das várias refeições, a glicemia não aumenta tanto.
  3. Aprendendo a calcular a dose de insulina a ser aplicada, levando-se em conta as refeições e a atividade física realizada.
  4. Verificando com frequência a glicemia, para corrigir qualquer alteração rapidamente.
  5. Fazendo um diário das glicemias medidas, da quantidade de insulina administrada e de qualquer evento que tenha saído do normal.
  6. Conversando na escola para orientá-los sobre o que fazer para ajudar a criança.
  7. Conversando com a criança (ou adolescente) sobre o diabetes, sobre como ela se sente, sobre os cuidados a serem tomados e ajudando a envolvê-la em seus próprios cuidados. Para os adolescentes, deve haver um especial cuidado em relação à ingestão de bebidas alcoólicas.
  8. Mantendo informados todos os adultos envolvidos no cuidado da criança.

 

O que fazer se a glicemia estiver muito alta ou muito baixa?

O médico sempre deve ser informado se a criança tiver uma descompensação importante da glicemia. O tratamento vai depender da gravidade, dos sintomas e do horário do dia.

Quando a glicemia cai, deve-se dar uma fonte de açúcar para a criança, como uma bebida doce (um suco ou refrigerante). Toda pessoa portadora de diabetes deve ter sempre à mão alguma fonte de açúcar para ser ingerida em caso de necessidade. Alimentos que contenham gordura, como chocolate, demora mais para elevar a glicemia e não deve ser a primeira opção. Em alguns casos mais graves, pode-se fazer a administração de uma ampola de Glucagon (um hormônio também produzido pelo pâncreas e que ajuda no controle glicêmico). Ele também é injetado no subcutâneo, como a insulina.

 

Quando a glicemia está muito elevada, normalmente são feitas administrações extras de insulina ou aumento na dose antes das refeições.

Sempre conversar com o médico em caso de dúvidas.

 

 

 

Written by

Instagram
  • #jorgeluisborges #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #cesarecantú #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #thubtenchodron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza