Ponto de Vista
Previous post
Now reading

Oscar 2016: “Ponte dos Espiões” – 2015 (“Bridge of Spies”)

Oscar 2016: “Ponte dos Espiões” – 2015 (“Bridge of Spies”)
Oscar 2016: “Ponte dos Espiões” – 2015 (“Bridge of Spies”)

O filme “Ponte dos Espiões” foi indicado em 6 categorias ao Oscar 2016:

  • Melhor Filme
  • Melhor Ator Coadjuvante: Mark Rylance
  • Melhor Roteiro Original
  • Melhor Mixagem de Som
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Trilha Sonora

Eu achei que não fosse mais conseguir ver o filme no cinema. Mas com as indicações ao Oscar, ele voltou às salas. Gostei muito! Muito mesmo.

O filme é baseado em uma história real. James B. Donovan (Tom Hanks) é um advogado de Nova York especialista em seguros, sócio de um grande escritório. Ele é contactado para defender um espião russo, preso pela CIA, em plena Guerra Fria. Mesmo sem desejar, acaba aceitando a solicitação do próprio governo americano; mas, contra tudo e contra todos, resolve fazer seu trabalho direito.

O filme mostra os episódios tensos desse momento histórico, tanto sobre o que acontecia nos Estados Unidos, onde as crianças eram orientadas sobre o que fazer no caso de uma guerra nuclear, como o que acontecia em Berlim Oriental com a construção do muro dividindo a cidade em duas partes e o sofrimento da população com a dominação russa.

Os fatos históricos são muito interessantes e o filme é muito bem feito. Mas o que mais me conquistou foi o aspecto humano. O advogado cria uma relação de respeito e admiração mútuos com o espião, pela pessoa que ele é, independente de seu papel para o governo soviético.

E as considerações humanas são essenciais para o filme, para o papel do Tom Hanks e para o desenrolar da história e desfecho final, coisa que afetou a vida de muitas pessoas.

Nem sempre é fácil defender uma opinião contra tudo e contra todos; mesmo quando temos certeza absoluta da posição correta, daquilo que é justo. No filme, ele sofre ataques e coloca a vida dos filhos em perigo. E isso não é raro. São várias as pessoas que passam a correr riscos quando defendem com unhas e dentes uma postura justa que esteja contrária à opinião geral, que muitas vezes está contaminada por paixões ou crenças. E há aqueles que voltam atrás, que se calam, por medo. Não dá para condenar essas pessoas, em especial quando há filhos envolvidos. Mas, na verdade, eu tenho uma admiração enorme por aqueles que persistem. Porque, com suas atitudes, eles podem ajudar a melhorar a vida de inúmeras pessoas.

Às vezes, ainda vivo na idealização do mundo, de que os seres humanos consigam se ver apenas dessa forma, como seres de uma mesma espécie, independente do país, da religião, da cor da pele ou de qualquer outra coisa. Eu sei que nunca haverá igualdade. Vejo que estamos caminhando para um novo desequilíbrio.

De qualquer forma, preciso acreditar na possibilidade da compaixão, da tolerância, da empatia… na possibilidade de olharmos o outro como um ser que tem problemas, angústias, sofrimentos, falhas. Como seres humanos que todos somos.
 

 

– Sílvia Souza

 

Written by

4 Comments

Instagram
  • #patríciareis #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #marcoaurélio #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #joséluíspeixoto #citações ##abraço #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza