Now reading

Oscar 2016: “Joy: O nome do sucesso” – 2015 (“Joy”)

Oscar 2016: “Joy: O nome do sucesso” – 2015 (“Joy”)
Oscar 2016: “Joy: O nome do sucesso” – 2015 (“Joy”)

Volto aqui a uma comentário que já fiz anteriormente: os estúdios de Hollywood são capazes de transformar qualquer história em filme e promovê-lo à exaustão, de forma a conseguir alguma audiência.

Achei esse filme muito fraco. Nem mesmo Jennifer Lawrence, indicada ao Oscar de Melhor Atriz, convence e mostra uma boa atuação. Ou não havia outras atrizes para indicar ao Oscar ou, por algum motivo, a Academia tem uma paixão pela atriz.

Falta uma boa história. Falta um bom roteiro. Faltam boas atuações. Falta comédia. Falta drama. Falta tudo! Achei o filme muito, muito chato. E ainda faltou convencimento. Há partes do filme que são absolutamente inverossímeis.

Eu já não estava muito animada para ver esse filme. Já estava esperando uma história fraca. Acabei optando por ele na minha tarde de sábado por uma questão de horário e sala de cinema. Imagino se minhas expectativas fossem muito altas… acho que não teria ficado até o final.

Até acho interessante a realização de filmes mostrando a luta das mulheres, a capacidade de superarem as dificuldades e partirem em busca de realizar seus sonhos. Somos fortes e muito pouco valorizadas. Deve haver milhões de histórias incríveis de mulheres que superaram enormes obstáculos para vencer. E, mesmo a história mostrada no filme (apesar de eu ter achado muito pouco interessante), de repente poderia ter ganhado mais brilho, um clímax ou um momento de drama mais intenso, para envolver e fisgar o expectador. Isso não aconteceu.

Eu não sou uma expert em cinema para avaliar se a falha é do diretor, do roteiro ou dos atores. Eu não sei.

Mas o fato é que não extraí nada de bom do filme. Nenhuma reflexão especial. Nenhuma cena engraçada que tenha me deixado mais leve. Nenhuma emoção. Nada.

Um filme que não fará falta para quem deixar de ver.
 

 

– Sílvia Souza

Written by

2 Comments
  • Nossa, não salvou nada neste filme rs.
    E q culpa é sempre do diretor, é ele quem deve supervisionar cada etapa do filme, até mesmo dirigir os atores.

    Então nem irei perder meu tempo e dinheiro com este filme.

    Hug

Instagram
  • #gilbertcesbron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #catão #ocensor #citações #romaantiga #reflexõesdesilviasouza
  • #françoisehéritier #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #jorgeluisborges #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza