Now reading

Meu fracasso como mãe

Meu fracasso como mãe
Meu fracasso como mãe

Tenho 2 filhos. A diferença de idade entre eles é de 2 anos, 10 meses e 29 dias. A personalidade dos dois sempre foi diferente. Percebi ainda na maternidade, quando o segundo nasceu e vi que ele mamava de outra forma, com outra força, mais agressivo.

O mais velho passou a dormir a noite toda com 40 dias e depois voltou a acordar em todas as madrugadas, após 1 ano, e eu tinha que dormir sentada ao seu lado, segurando sua mãozinha. O caçula chorou todas as madrugadas por mais de 4 meses, até que começamos a tratar de refluxo e ele nunca mais acordou na madrugada, a menos que estivesse doente.

Amamentei os dois pelo mesmo tempo. Iniciei as frutas da mesma forma. O caçula nunca comeu mamão; detestava, cuspia e chorava. O mais velho comia todas as frutas e repetia.

Fazia as sopinhas da mesma forma, com uma enorme variedade de legumes e verduras. Os dois comiam, mas o mais velho sempre comeu melhor.

Aos 9 meses, o caçula agarrou um sorvete, durante umas férias na praia, e não largava mais; e acabou com ele. O mais velho nunca comeu um doce antes dos 2 anos de idade.

Quando passei para os alimentos sólidos, o mais velho comia todos os tipos de verduras e legumes, arroz, feijão e carnes. O caçula mastigava, mastigava, mastigava… e quando íamos ver, ele tinha engolido a carne, a batata e as coisas de que gostava e mantinha nas bochechas tudo o que não gostava: vagem, ervilha, abóbora e o que mais houvesse. Eu olhava e perguntava: COMO? Como era possível separar os alimentos na boca e engolir apenas aquilo de que ele gostava?

Eu sempre comi de tudo. O mais velho também. O caçula fica feliz quando preenche 10 dedos de alimentos diferentes que ele goste de comer. Não adiantava obrigar. Ele simplesmente não comia. E se fosse forçado, vomitava. São passados 12 anos. Ele come arroz com 7 cereais, tomate, brócolis, batata, qualquer tipo de carne (mas não come embutidos), vários tipos de frutas: ameixa, nectarina, morango, manga, banana, kiwi, abacaxi, tangerina, uva, entre outras. Nunca gostou de mamão. Não gosta de melão, nem de melancia.

Ele não toma leite com achocolatado. Toma leite puro, purinho. Não toma iogurte. Não gosta de pão (com raríssimas exceções, como a baguette francesa). Não come sanduíche; de nenhum tipo. Gosta de bolo caseiro, daquele mais simples, como um pão de ló.

Sou mãe. Dou exemplo. Sou médica. Ensino as pessoas a comerem melhor. E vejo meu caçula comendo e tento pensar em formas de agir, de mudar, de ensinar, de obrigar, de dialogar… qualquer coisa que ajude. Não encontro.

Meus filhos são maravilhosos em tudo. Mas, na alimentação do caçula, é onde vejo, de forma palpável, o meu maior fracasso.

– Sílvia Souza

 

Written by

7 Comments
  • Anas há muitas disse:

    O título até assusta. É lá isso um fracasso! Sabes como se diz aqui? “Casa de ferreiro, espeto de pau” 🙂 Acredito que és uma mãe maravilhosa.
    Beijos
    Ana

    • Olá, Ana!
      Temos esse ditado aqui também…
      Sabe, quis escrever esse texto meio no exagero e colocar um título bem chocante mesmo.
      Sendo mãe, aprendi que não há regras com filhos. Fazemos de um jeito com um deles e dá certo. De repente com o outro temos que empregar outras estratégias.
      Na faculdade, parecia tudo fácil. Na vida real, as coisas não são absolutas…
      Acho que é importante mostrar esses aspectos variáveis para que mães mais novas não se culpem…
      É a beleza da vida… cada pessoa é única!
      Um super beijo!

      • Anas há muitas disse:

        Claro que sim, e a mim, como recém mamã, dá muito jeito este tipo de partilhas! 🙂

  • Alexandra Soares disse:

    Somos todos diferentes! Não é nada fracasso seu! Beijinhos

    • Olá, Alexandra…
      Meu caçula é uma comédia…
      E muito voluntarioso…
      Já aprendi que não posso impor as coisas… tudo tem que ser com jeitinho é muita, muita conversa.
      Beijo!

  • Minha mãe se sentiu um fracasso como mãe quando eu me desmamei do peito aos oito meses rs Quanto à comida, sempre comi de tudo, mas nunca gostei de cenoura, maçã e leite. O leite ela desistiu de me forçar a tomar quando eu tinha nove anos; a maçã, acho que um pouco mais cedo, e embora eu continue não gostando de cenoura, sempre comi dito legume sem problemas desde que ralada hehehe Hoje em dia também não gosto de banana. E não me parece fracasso nenhum que seu mais novo não coma de tudo, mas isso é algo que possivelmente entenderei o dia em que eu for mãe.

    Beijos!

    • Quando os filhos vêm, parece tudo simples… é só seguir as recomendações do pediatra e daqueles manuais que a gente compra. Só que esqueceram de avisar para o bebê que ele tinha que ter lido também…
      É tudo complicado… estamos cansadas… tem a vida profissional e todos os outros afazeres… Vejo muitas mães entrando em depressão e se sentindo fracassadas por causa dessas pequenas coisas.
      Quis mostrar que é assim mesmo…
      Algumas vezes, vai tudo muito bem. As outras? Novas surpresas…
      Beijo!

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza