Máscaras
Previous post
Now reading

Medicina e Saúde: Menopausa Precoce (Falência Ovariana Prematura)

O beijo do Sol
Next post
Medicina e Saúde: Menopausa Precoce (Falência Ovariana Prematura)
Medicina e Saúde: Menopausa Precoce (Falência Ovariana Prematura)

O que é menopausa precoce?

Menopausa é a interrupção natural dos ciclos menstruais na vida da mulher. Ela geralmente ocorre entre 45 e 55 anos. Mas em algumas mulheres, a menopausa pode ocorrer mais precocemente – antes dos 40 anos.

Algumas mulheres podem continuar tendo sangramentos menstruais esporadicamente.

 

O que causa a menopausa precoce?

Ela acontece quando os ovários param de funcionar normalmente. Geralmente, os ovários liberam um óvulo uma vez por mês, que ocorre durante a ovulação. Nas mulheres com menopausa precoce, os ovários ficam sem óvulos para serem liberados. Então, os ovários podem começar a liberar os óvulos com menor frequência ou parar completamente de liberar os óvulos.

 

Por que os ovários param de funcionar?

Na maioria dos casos, não se consegue identificar a causa da menopausa precoce. Em algumas mulheres, as causas incluem:

  1. alterações genéticas
  2. tratamentos médicos para outras doenças, como câncer
  3. doenças autoimunes, nas quais o corpo produz anticorpos que atacam os próprios ovários

 

Quais são os sintomas da menopausa precoce?

A primeira coisa que a maioria das mulheres nota é a redução dos ciclos menstruais, que ficam menos frequentes ou em menor quantidade. Outros sintomas que podem aparecer:

  1. Ondas de calor
  2. Aumento de transpiração durante a noite
  3. Redução da lubrificação vaginal
  4. Dor ou desconforto durante o ato sexual
  5. Dificuldade para dormir

 

Outros sintomas que devem ser notificados se ocorrerem

  1. Fraqueza ou cansaço constantes
  2. Perda espontânea de peso
  3. Dores abdominais
  4. Ânsia por sal
  5. Escurecimento da pele, sem história de exposição ao sol

 

Deve-se procurar um médico?

Mulheres com menos de 40 anos e que estejam apresentando irregularidade menstrual por, pelo menos, 3 meses devem procurar um médico.

 

Há exames a serem realizados?

Os exames podem variar dependendo da idade, dos sintomas associados e da história individual.

Alguns exames habituais incluem:

  1. teste de gravidez
  2. exames hormonais
  3. exames genéticos: se os exames hormonais confirmarem menopausa precoce, podem ser necessários exames para verificar os cromossomos.

 

Como se trata a menopausa precoce?

Depende do que estiver causando a alteração. Mas o tratamento mais comum é feito com a reposição dos hormônios, como estrogênio. Os hormônios ajudam a reduzir os sintomas, especialmente os calores e a transpiração noturna. Eles também ajudam a proteger os ossos. A reposição geralmente é feita até, pelo menos, os 50 anos.

Written by

5 Comments
  • Carlos Moya disse:

    Eu acho que um artigo muito interessante sobre um assunto sobre o qual ele não sabia nada. Durante meus tempos de estudante qualquer referência sexual foi considerado um tabu. Muito obrigado.

    • Olá, Carlos!
      Obrigada por passar por aqui…
      Sabe, apesar da maior liberdade sexual hoje em dia, ainda há muitas pessoas que têm grande dificuldade de falar a respeito…
      Abraço!

  • claudio kambami disse:

    Pois é e olha que aqui saem mudar as nomenclaturas e a trompa de Falópio passou a ser conhecida como tubo uterino ou até trompa uterina, vai entender.
    Silvia não sou médico e sabes disso, mas acho que faltou também no artigo dar relações sobre o uso indiscriminado dos anticonceptivos, drogas “lícitas” e ilícitas, abortos provocados, e também que diferente do homem a mulher já nasce com um determinado numero de óvulos, e nem todos chegaram a conseguirem uma maturação e ai sim entra a parte de genética hereditária. No caso de uso indiscriminado de determinados medicamentos, doses acima do necessário, uso se indicação ( auto medicação), causando nisso ai sim uma modificação hormonal. Falando nos hormônios vale lembrar que quase metade das mulheres que se habilitaram a esse procedimento o de reposição, não se adaptam a essa reposição e as que insistem acabam por desenvolver outros problemas mais graves ainda.
    O sistema reprodutor feminino é algo muito complicado, necessita de bons profissionais e uma atenção especial. No Brasil como em grande parte do mundo não se dá muita atenção a essa medicina ao ponto de haver mulheres que só fazem e exames ginecológicos por rotina, ou seja uma vez ao ano e quando fazem. Preocupante isso.
    Chega a empatar com o problema masculino de não querer fazer exames de próstata por machismo. Bjs! 🙂

    • Claudio, você apontou muitos aspectos controversos…
      Nos meus artigos médicos, tento abordar apenas tópicos definidos, como uma forma de dar orientações iniciais às pessoas. Eu poderia ter alguns problemas éticos e médicos se abordasse assuntos ainda não bem estabelecidos.
      Você compreende, né? Não vai se chatear comigo, por favor…
      Beijo!

      • claudio kambami disse:

        Ah entendi. Não, fique tranquila, é que muitas vezes faço demais da conta. 😛😘

Instagram
  • #patríciareis #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #marcoaurélio #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #joséluíspeixoto #citações ##abraço #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza