Now reading

Medicina e Saúde: Como cuidar do diabetes na infância

Medicina e Saúde: Como cuidar do diabetes na infância
Medicina e Saúde: Como cuidar do diabetes na infância

O que é o diabetes?

O diabetes é uma doença que altera a capacidade do corpo de usar o açúcar ingerido. Essa alteração faz com que o nível do açúcar no sangue (glicemia) suba. O nome completo desse tipo de diabetes é diabetes mellitus.

Existem 2 tipos de diabetes. As pessoas com diabetes tipo 1 (DM1) não fazem insulina ou fazem em uma quantidade muito pequena. A insulina é um hormônio que ajuda o açúcar a entrar dentro das células e ser usado como fonte de energia. As pessoas com diabetes tipo 2 (DM2) também podem fazer pouca insulina em algumas situações, mas na maioria dos casos, o problema é que a insulina não consegue ter uma ação normal.

A maioria das crianças com diabetes tem o diabetes tipo 1. Mas algumas, em especial adolescentes com sobrepeso ou obesidade, têm DM2.

 

Quem vai cuidar do diabetes da criança?

Muitas pessoas podem ser envolvidas nos cuidados de uma criança diabética: um médico, um enfermeiro, um nutricionista e, em algumas situações, um psicólogo. Os profissionais de saúde vão ajudar a ensinar aos pais e à criança quais são os cuidados a serem tomados em cada situação quando a criança estiver em casa ou em suas atividades habituais. Conforme a criança vai crescendo, ela vai ganhando autonomia nos cuidados do diabetes.

Na escola, a equipe de professores e outros profissionais devem saber que a criança tem diabetes e deve ser instruída sobre os cuidados a serem tomados em algumas situações específicas, como quando houver hipo ou hiperglicemia.

 

A criança vai precisar usar medicamentos?

As crianças com DM1 precisam usar insulina todos os dias. A insulina ajuda a abaixar os níveis de açúcar no sangue (glicemia). A insulina é aplicada na forma de uma injeção na maioria das vezes.

Existem tipos diferentes de insulina, principalmente de acordo com o tempo de ação da insulina no corpo. A criança vai precisar da administração de várias doses de insulina por dia. A equipe de saúde deverá ensinar:

  1. sobre os diferentes tipos de insulina e quando usar cada um deles.
  2. como administrar a insulina por meio de uma injeção subcutânea
  3. como decidir a dose correta de insulina a ser administrada; a dose de insulina dependerá de diversos fatores, como do que foi ingerido na alimentação e de quanta atividade física a criança fez.

 

Serão necessários exames?

É necessário verificar o nível de açúcar no sangue 4 vezes por dia, no mínimo. Para que isso seja feito, há a necessidade de um pequeno aparelho que consegue fazer a dosagem da glicemia a partir de uma gota de sangue colocada em uma pequena fita encaixada no aparelho.

Além dessas verificações diárias, são necessários alguns exames períodos, como a dosagem de Hemoglogina glicada (HbA1c) a cada 3 meses aproximadamente. Esse exame ajuda a verificar se o diabetes está bem controlado e se há necessidade de alguma mudança nas doses de insulina.

 

Precisa haver alguma mudança na dieta?

Pode ser necessário um ajuste nos horários das refeições, no tipo e na quantidade de alimento que a criança come. Estes ajustes são importantes para calcular a dose adequada de insulina a ser administrada. A equipe de saúde que cuida da criança deve ajudar a dar estas orientações.

 

O que mais pode ser feito?

  1. Aprender sobre o diabetes e como resolver situações de emergência.
  2. Manter os níveis de glicemia controlados; tanto os valores muito elevados quando os muito baixos são prejudiciais para a saúde da criança.
  3. Entender quais são os riscos do diabetes descontrolado e quais são as complicações tardias que podem surgir e como evitá-las.
  4. Aprender a perceber os sintomas que aparecem quando a glicemia está muito alta ou muito baixa.
  5. Aprender o que fazer quando a glicemia está muito alta ou muito baixa.
  6. Manter a criança com uma identificação dizendo que ela tem diabetes, para situações de emergência.

 

Como será a vida da criança?

A maioria das crianças com diabetes conseguem levar uma vida saudável e ativa. Com o passar do tempo, elas aprendem a lidar com o diabetes sozinhas.

Mas a criança pode se sentir triste ou preocupada; nessas situações, é importante que os pais estejam atentos para procurar um auxílio médico ou de outro profissional.

 

Written by

1 Comment

Instagram
  • #gilbertcesbron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #catão #ocensor #citações #romaantiga #reflexõesdesilviasouza
  • #françoisehéritier #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #jorgeluisborges #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza