Now reading

Livro “Extraordinário” de R. J. Palacio

Pokémon GO
Next post
Livro “Extraordinário” de R. J. Palacio
Livro “Extraordinário” de R. J. Palacio

Título original: Wonder

Primeira publicação: 14 de Fevereiro de 2012

Tradutora: Rachel Agavino

Editora: Intrínseca (09 de Fevereiro de 2013) – 320 páginas

ISBN13: 9788580573015

Sinopse: August Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

 

Ontem, falei sobre meu preconceito inicial com o livro “Como eu era antes de você”. Com o livro “Extraordinário”, eu tive o mesmo receio. Mas fui estimulada por outras pessoas que leram o livro e disseram que realmente valia a pena. Aceitei as dicas e não me arrependi.

A escritora americana R. J. Palacio mora em Nova York e trabalha como designer gráfica. Este foi seu primeiro livro. Seu intuito com o livro foi o deixar uma mensagem antibullying; com este intuito, também montou um blog para difundir essa mensagem: www.choosekind.tumblr.com.

Este é um livro mais destinado ao público infanto-juvenil, mas tenho certeza de que agrada e deixa uma mensagem boa para pessoas de todas as idades.

Sempre tento imaginar de onde vem a criatividade para a construção de histórias originais como esta. Se há alguma situação pessoal ou de vivência da escritora com algum caso semelhante, eu não sei. Mas ela descreve tudo de forma a demonstrar muito conhecimento dos problemas descritos, que pode advir de experiência pessoal ou de pesquisas.

O livro conta a história de August Pullman que nasceu com uma síndrome genética rara; em decorrência desta síndrome, ele tem inúmeras anormalidades faciais e precisou se submeter a várias cirurgias corretivas. Mas sua inteligência é absolutamente normal. Ele sempre foi superprotegido pelos pais, que fizeram questão de mantê-lo distante do convívio com outras crianças, por receio da reação delas. Mas, em determinado momento, a mãe acha que não tem mais condições de manter a educação em casa. E os pais optam por colocá-lo em uma escola normal pela primeira vez.

O livro é dividido em Partes. E cada Parte tem um narrador diferente: o próprio August inicialmente; sua irmã, Via; uma amiga da escola, Summer; um amigo da escola, Jack; o namorado da irmã, Justin; uma amiga da irmã, Miranda; August novamente em outras 2 Partes. Cada um dos personagens conta suas impressões, percepções e pontos de vista. E com as diversas versões, a história completa de August vai sendo construída, desde o seu nascimento, infância, as cirurgias, as amizades e o início na escola, com a adaptação e tentativa de fazer amigos.

A linguagem é sempre infantil ou adolescente e a escritora conseguiu colocar muito bem essa forma de escrever, de forma a dar vida aos personagens. Não é apenas uma história com lição de moral ou politicamente correta de uma forma chata. Ela consegue mostrar as diferentes dificuldades, como a da irmã, que precisa aprender a viver sem a atenção dos pais, que estava permanentemente voltada ao irmão, por causa de suas dificuldades. Ela demonstra seu amor ao irmão, mas tem as mágoas e conflitos com a mãe, principalmente, por ser sempre deixada de lado.

E estes conflitos são justamente as coisas que tornam o livro mais interessante; porque essa é a realidade que as crianças e adolescentes precisam confrontar. Eles podem ter os sentimentos bons; mas existem os comportamentos exigidos e cobrados pelos colegas. E fazer as escolhas certas nem sempre é algo simples ou óbvio.

É realmente um livro que me agradou muito. Dei nota 5 no GoodReads. E recomendo a todos. Pretendo estimular meus filhos a lê-lo, porque ele é capaz de estimular a reflexão sobre a postura e o tratamento frente àqueles que são diferentes e confrontar com a forma como cada pessoa gostaria de ser tratado.

Algumas citações de outros escritores que constam no livro:

Vamos criar uma nova regra de vida… sempre tentar ser um pouco mais gentil que o necessário?

– J. M. Barrie, em “O pequeno pássaro branco”

Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.

– Dr. Wayne W. Dyer

Palavras gentis não custam muito, e ainda assim conquistam muito.

– Blaise Pascal

Faça todo o bem que puder,

De todas as maneiras que puder,

De todas as formas que puder,

Em todos os lugares que puder,

Em todos os momentos que puder,

A todas as pessoas que puder,

Sempre que puder.

– Regra de John Wesley (um dos personagens do livro)

Written by

Instagram
  • #JamesJoyce #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #gastonbachelard #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #victorhugo #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #claudeaveline #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #thomasatkinson #citações #reflexõesdesilviasouza