Now reading

Livro “Cinco Esquinas” de Mario Vargas Llosa

Solidão
Next post
Livro “Cinco Esquinas” de Mario Vargas Llosa
Livro “Cinco Esquinas” de Mario Vargas Llosa

Título original: Cinco Esquinas

Primeira publicação: Março de 2016

Editora: Alfaguara Brasil (30 de Agosto de 2016) – 216 páginas

Tradutor: Paulina Watch Ari Roitman

ISBN13: 9788556520227

Sinopse: A amizade de Marisa e Chabela se transforma quando, presas tarde da noite na casa de uma delas, as duas se veem sozinhas, deitam-se na mesma cama e, sem conseguir dormir, dão asas aos seus mais reprimidos desejos. Quique e Luciano, seus maridos e amigos de longa data, são empresários peruanos de sucesso e não desconfiam de nada. Na verdade, Quique não tem tempo para isso. Ao receber a visita de um jornalista que possui fotos comprometedoras, ele se vê enredado num submundo de intriga e violência controlado pelas mais altas esferas do poder. Parte romance de costumes — na melhor tradição de “Travessuras da menina má” — parte suspense, ”Cinco Esquinas” é um livro envolvente, que retrata uma sociedade às voltas com a corrupção e o terrorismo, acossada pelo jornalismo sensacionalista, mas que luta até o fim pela liberdade.

 

Tenho uma enorme admiração por Mario Vargas Llosa. Escrevi, em 2015, um post sobre ele e algumas de suas obras que eu já li (Escritor: Mario Vargas Llosa). Ele nasceu em Arequipa, no Peru, em 1936. Viveu na Europa grande parte de sua vida, em Madri e em Paris. Ganhou diversos prêmios literários, entre eles Cervantes, Príncipe de Astúrias, PEN/Nabokov e Grinzane Cavour. Em 2010, recebeu o Prêmio Nobel de Literatura.

A maior parte de sua obra apresenta o Peru como cenário. Ele descreve muito sobre a história peruana, seu povo, seus problemas, costumes, política, guerrilhas e terrorismo. E, em vários livros, insere aspectos autobiográficos. Eu tenho todos os livros de Llosa que encontrei em português, embora ainda falte ler uns 3 ou 4.

Devido à minha parceria com a Companhia das Letras, recebi o livro “Cinco Esquinas”, sua última obra, lançada no mês de agosto pela Alfaguara Brasil, do Grupo Companhia das Letras.

Este livro, de 216 páginas, eu li em 3 dias (lembrando que consigo ler por cerca de 1 hora por noite, antes de dormir).

A história começa com duas amigas de longa data que acabam tendo um envolvimento sexual. As duas são casadas com homens bem sucedidos, um dono de empresas de mineração e o outro advogado de sucesso. Uma grande parte da história narra a vida fútil e superficial da classe muito rica do Peru; as duas mulheres não têm grandes preocupações além de fazer compras, academia e viajar para Miami com certa frequência, onde uma delas tem um apartamento com vista para o mar.

O executivo, dono de empresas de mineração, marido de uma delas e um dos homens mais ricos do Peru, envolve-se em um escândalo. Algumas fotos suas, de 2 anos atrás, são usadas por um editor de uma revista de fofocas para chantageá-lo. Como ele não cede à chantagem, as fotos são publicadas na referida revista. Tudo isto se passa no Peru da época de Fujimori, na década de 1990.

Mario Vargas Llosa foi frontalmente contrário a Fujimori e chegou a se candidatar à eleição presidencial contra ele. Fujimori ganhou e governou o país com a ajuda do exército e de um chefe do Serviço de Inteligência, Vladimiro Montesinos. O governo assumiu características ditatoriais, muitas pessoas contrárias ao governo foram mortas e, no final do governo, descobriu-se uma ampla rede de corrupção envolvendo políticos, artistas, donos de canais de televisão, profissionais diversos, jornalistas, militares, magistrados do poder judiciário e atletas.

A parte mais interessante do livro refere-se exatamente ao envolvimento das questões políticas, das torturas e de mortes daqueles que pudessem ser um problema ao governo. A publicação das fotos que mostravam o executivo em uma situação constrangedora levou à solicitação de que providências fossem tomadas, através de contato direto com o chefe do Serviço de Inteligência e braço forte do governo. Um crime é cometido e acaba havendo risco para outras pessoas. A única saída passa a ser a colaboração com o governo corrupto e assassino.

O livro é divertido e o Mario Vargas Llosa consegue manter o ritmo envolvente até o final. Mas tenho que confessar que não é uma obra à altura das publicações anteriores do autor. Embora eu tenha lido rápido e apreciado até o final, fiquei um pouco decepcionada. Para quem quer um livro divertido, com algum suspense e cenas sensuais e excitantes, este é uma boa opção. Para quem quer conhecer de fato a capacidade criativa de Mario Vargas Llosa, este não é o livro que eu indicaria.

 

Written by

Instagram
  • #anaïsnin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #florbelaespanca #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #florbelaespanca #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #patríciareis #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #marcoaurélio #citações #reflexõesdesilviasouza