Now reading

Grandes marcas da perfumaria: Caron

Grandes marcas da perfumaria: Caron
Grandes marcas da perfumaria: Caron

Outra grande perfumaria francesa fundada no início do Século XX é a maison Caron.

Ernest Daltroff não teve um treinamento formal como perfumista, mas tinha um grande amor pelo perfume e um enorme talento natural; com essas características, ele fundou a Caron em 1904 e iniciou uma das mais duradouras e queridas maisons na história da indústria de fragrâncias.

A história dos perfumes Caron contém uma história de um amor secreto. Daltroff contratou uma ex-costureira, Felicie Wanpouille, para ser a assessora artística da empresa. Felicie Wanpouille supervisionava o design dos frascos e das embalagens da empresa e desempenhou um papel fundamental no sucesso da companhia.

Ela era a musa de Daltroff, e havia rumores de que ele nutria um amor secreto por ela, mas nunca teve coragem de se declarar formalmente.

O grande sucesso e ambição do casal, assim como as ligações emocionais em seu relacionamento pessoal e profissional, resultaram em alguns dos perfumes mais inovadores e amados do século XX.

Narcisse Noir (1911) foi o primeiro aroma da casa a ganhar notoriedade. Esta fragrância icônica foi, posteriormente, imortalizada no filme “Sunset Boulevard”, embalada nas mãos da atriz Gloria Swanson.

Acredita-se que o perfume N’Aimez Que Moi (1916) tenha sido criado como uma expressão secreta de carinho entre Daltroff e Wanpouille. Acabou sendo uma grande opção de presente para os soldados levarem de volta para seus amores após a Primeira Grande Guerra.

Tabac Blond (1919) foi projetado para o novo estilo de mulher emergente na época, aquela que não tinha medo de se exibir em eventos sociais fumando cigarros em público.

Muitas pessoas não conhecem outro excelente produto desta casa de perfume: um pó luxuoso introduzido pela primeira vez na década de 1930 e disponível ainda hoje.

Com a Segunda Guerra Mundial e os nazistas se aproximando, Daltroff, que era judeu, fugiu para a América para escapar da perseguição, deixando a maison Caron nas mãos muito capazes de Felicie Wanpouille. Daltroff nunca voltou para a Europa e faleceu em 1947.

Felicie Wanpouille manteve a empresa, apresentando novos perfumes em colaboração com outros perfumistas e supervisionando as operações até sua própria morte em 1967.

Patrick Alès comprou a Caron em 1998, e Romain Alès administra a empresa hoje.

A maison Caron continua a oferecer as criações originais de Ernest Daltroff, muitas das quais ainda vendidas em frascos muito similares aos que foram lançados no início do Século. Ao lado das criações clássicas, também temos as fragrâncias do perfumista da Caron por mais de 30 anos, Richard Fraysse. Atualmente, as criações estão por conta de seu filho, William Fraysse, que assumiu como perfumista da marca em 2016.

A Caron também é notável por oferecer belas embalagens recarregáveis ​​de todos os tamanhos, com fragrâncias dispensadas de lindas fontes de cristal Baccarat.

Para encerrar, outro perfume Caron citado no filme “Perfume de Mulher” (1992) com Al Pacino: Fleurs de Rocaille (1934).

Fonte:

  1. Fragrantica
  2. Caron

 

Written by

1 Comment

Deixe uma resposta

Instagram
  • #gilbertcesbron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #catão #ocensor #citações #romaantiga #reflexõesdesilviasouza
  • #françoisehéritier #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #jorgeluisborges #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza