Now reading

Filme “Suíte Francesa” (“Suite Française” – 2014)

Filme “Suíte Francesa” (“Suite Française” – 2014)
Filme “Suíte Francesa” (“Suite Française” – 2014)

 

O filme é baseado no romance de mesmo nome escrito por Irène Némirovsky. Esta escritora nasceu em Kiev, na Ucrânia, em 1903, e morreu no Campo de Concentração de Auschwitz-Birkenau em 1942. Ela era judia e passou grande parte da sua vida vivendo na França. O livro foi escrito durante a ocupação alemã da França e era desconhecido; ele foi localizado muitos anos após a morte de Irène, por sua filha, e foi publicado pela primeira vez em 2004.

O filme conta com os atores Michelle Williams, Matthias Schoenaerts e Kristin Scott Thomas.

A Segunda Guerra aparece como cenário de fundo à história de amor entre a francesa Lucile Angellier e o soldado alemão Bruno von Falk. Ela vive com a sogra, uma mulher rica que habita a melhor casa da pequena cidade onde o filme se passa. Seu marido foi lutar na Guerra e ela ficou sabendo que ele estava em um campo de trabalhos forçados alemão.

Quando o exército alemão chega à cidade, os soldados hospedam-se em diversas residências. Na casa em que Lucile mora, um tenente passa a ocupar um dos quartos. Ele aparece como um homem gentil, educado, preocupado com o bem estar das donas da casa e um amante da música (antes da Guerra, ele era um compositor de música clássica). Enquanto está na casa, trabalha em uma nova composição e acaba despertando a atenção e interesse da jovem Lucile.

A história de amor é bonita, daquelas que as pessoas românticas (como eu) gostariam de viver. O tenente é o homem perfeito, sincero, justo, sensível… e que só existe nos livros e filmes.

O que eu gostei mais no filme foi o fato da escritora, uma judia que estava sendo perseguida na Guerra e que acabou presa e morta, ter mostrado que havia pessoas boas e ruins de ambos os lados. Ela contou aquilo que se sabe que de fato existiu: durante a ocupação alemã de vários países da Europa, muitos civis denunciavam outras pessoas (judeus ou não), com o intuito de obter vantagens dos alemães. Com quem se podia contar de fato? Quem era confiável? Independente do país de origem, da religião ou da escolha política, podia-se encontrar traidores e pessoas honradas em todas as posições.

O filme não é excepcional. Mas é um bom passatempo.

 

Written by

2 Comments
  • Carlos Moya disse:

    Olá Sílvia acho que é a sua avaliação de que o próprio filme mais interessante.
    Um abraço.
    “..o homem perfeito, sincero, justo, sensível… e que só existe nos livros e filmes.”
    Esta bom!!

    • Olá, Carlos!
      Acho engraçado como estes romances conseguem mostrar as pessoas como se fossem absolutamente perfeitas, isentas de defeitos…
      Nem posso dizer que queria conhecer alguém assim… acho que seria até chato…
      Beijo!

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza