Now reading

Filme “Spotlight – Segredos Revelados” – 2015 (“Spotlight”)

Filme “Spotlight – Segredos Revelados” – 2015 (“Spotlight”)
Filme “Spotlight – Segredos Revelados” – 2015 (“Spotlight”)

Acabei de assistir a “Spotlight”. Confesso que não tinha visto o trailer e não sabia bem sobre o que tratava o filme. Na verdade, não sabia nada. Sabia apenas que a crítica era muito positiva e é um dos filmes indicados ao Globo de Ouro de Melhor Filme Drama.

Fui ao cinema sem grandes expectativas. O elenco é muito bom: Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdamsLiev SchreiberStanley Tucci, entre outros.

Apenas quando o filme começou, percebi que o tema era o abuso de crianças por padres católicos. Na verdade, o escândalo publicado pelo The Boston Globe no início de 2002 relatando os abusos, os padres envolvidos e o conhecimento dos fatos por instâncias mais elevadas da Igreja Católica.

É um assunto bastante delicado.

Eu venho de uma família católica. Fui batizada, fiz a Primeira Comunhão, fui crismada e me casei na Igreja Católica. Batizei meus filhos também. Há alguns anos, deixei de acreditar em um ser superior, em um Deus. Simplesmente, deixou de fazer sentido para mim. Não sou ateia; não tento negar a existência de Deus. Acho que posso ser definida como agnóstica. Num sentido religioso, agnóstico é aquele que não acredita na existência de Deus, porém não nega essa possibilidade, por se encontrar num patamar racionalmente inacessível. Diferente do ateu que nega a existência de Deus ou de qualquer entidade superior.

Nos últimos dois anos passei a ler muito sobre a filosofia budista, embora não frequente nenhum templo e não me converti ao budismo. Mas muitos dos preceitos conseguiram me completar como pessoa.

O fato de não seguir uma religião não me torna uma pessoa ruim. Acho que sou uma boa pessoa no sentido de procurar fazer o bem, ser ética, respeitar os outros, seguir as regras sociais e morais. Como escreveu Fernando Pessoa, pratico o bem justamente porque não ganho nada com isso. Apenas um bem estar interior. Não pratico o bem esperando uma recompensa após a minha morte.

A fé é uma coisa maravilhosa. A fé vem da nossa força interior e mostra o poder que temos.

Mas as religiões, enquanto algo criado por homens, são muito falhas e sujeitas a desvios e corrupções. Mesmo que alguns possam dizer que as intenções são boas.

A Igreja Católica cresceu mantendo seu poder no Período Medieval, impondo suas regras, sua força e guardando inúmeros segredos que vinham das confissões. Mas ela se adaptou muito pouco às mudanças pelas quais as sociedades foram passando ao longo dos anos, principalmente mais recentemente. Eu não gosto de nada que envolva muito jogo de poder, porque o poder corrompe os homens e gera corrupção.

Eu não conhecia todos os detalhes da investigação realizada pelo The Boston Globe. Acho que não me interessei muito na época. A denúncia inicial foi feita da região de Boston, que é uma cidade de grande dominância católica nos Estados Unidos. O filme cita uma estatística de que 50% dos padres católicos não seguem o celibato. Nem todos abusam de menores; a maioria tem relação sexual com outros adultos. A estimativa de padres pedófilos (que abusam de crianças de ambos os sexos) é de 6%. É um número enorme!

Durante essa investigação, foram acusados mais de 200 padres apenas na região de Boston. E o Cardeal tinha conhecimento do que acontecia, afastava o padre envolvido por algum tempo e depois ele era designado para outra diocese. E pessoas da sociedade sabiam do que acontecia também e simplesmente se calavam.

A maioria das crianças abusadas acabava apresentando distúrbios psiquiátricos, envolvimento com álcool e drogas e muitas morreram em virtude desses problemas ou de suicídio.

Após as denúncias desse jornal de Boston, várias paróquias foram investigadas e houve um número imenso de descrições semelhantes no mundo inteiro. O filme cita, no final, antes dos créditos, todas as localidades em que foram descritos escândalos semelhantes. Não consegui ler todos. São várias colunas de nomes de cidades em vários países.

Não estou escrevendo tudo isso no intuito de dizer que as outras religiões são melhores do que a Católica. Na verdade, vejo falhas em todas aquelas que eu conheço um pouco mais. Como disse antes, foram criadas por homens. E o homem é falho.

Apenas acho que não podemos nos calar frente ao abuso, à tirania, às seitas, ao assassinato, ao terrorismo, seja em nome de Deus ou não.

 

O Brasil ainda tem a maior população católica do planeta, mas agora só 61% se dizem católicos. Em 2030, o país já não deverá ter uma maioria católica.

– Andrew Chesnut, especialista em religião na América Latina

O filme é muito bom e vale a pena ser visto. Saí com uma sensação de desconforto. Sempre sinto um desconforto enorme ao ver as pessoas que detêm o poder fazerem uso dele para causarem ainda mais sofrimento para as pessoas que mais precisam de ajuda.
 

 

– Sílvia Souza

Written by

2 Comments
  • Estou louca para ver esse filme! Também fui criada dentro de um contexto católico, mas quando percebemos que a religião é feita de homens e nem sempre segue aquilo o que é pregado por Deus, desanima. Acho tão melhor seguir os mandamentos sem nomear o porquê. Faço por faço, ponto e acabou. Por um mundo com mais respeito e amor. Beijo

Instagram
  • #jamesbaldwin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #mikhailbakunin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #JamesJoyce #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #gastonbachelard #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #victorhugo #citações #reflexõesdesilviasouza