Now reading

Filme “Sete Minutos Depois da Meia-Noite” (2016)

Infinitos
Next post
Filme “Sete Minutos Depois da Meia-Noite” (2016)
Filme “Sete Minutos Depois da Meia-Noite” (2016)

Um menino de 12 anos com a mãe à beira da morte por causa de um câncer que não responde a nenhum tratamento. O pai mora em outro país e tem outra família. E, como se não bastasse, ele é vítima de bullying na escola diariamente.

Em todas as noites, ele tem um pesadelo em que tenta segurar a mãe para que ela não caia em um buraco profundo, mas não consegue e acorda exatamente quando ele não consegue mais sustentá-la e a solta.

Em meio às dificuldades em lidar com os problemas na escola, com a mãe, com a sua solidão, com a falta de desejo de ir morar com a avó, com quem ele não tem um bom relacionamento, ele encontra um amigo que apenas ele consegue ver; um monstro criado a partir de uma árvore que aparece em algumas noites para contar histórias e, na quarta visita, espera que o menino enfrente sua própria verdade e seus medos.

O filme é muito bonito e muito emocionante.

Como uma criança consegue enfrentar as dificuldades que vão sendo impostas, em uma idade tão vulnerável, e achar que sairia incólume, encarando tudo com calma e ponderação? É impossível! Seria impossível para qualquer pessoa.

Cheguei a olhar o livro, pensando em lê-lo, mas não fiquei muito animada com as críticas. Acho que esse é um filme em que as imagens devem dizer mais do que a história escrita.

Ele conta com a animação do monstro, com a voz do excepcional Liam Neeson, assim como com a atuação brilhante do jovem Lewis MacDougall, e de atores consagrados como Sigourney Weaver, Felicity Jones e Toby Kebbell.

Selecionei alguns trechos do filme de que gostei mais:

Conor: Your stories never made sense to me.

[Suas histórias nunca fazem sentido para mim]

The Monster: Because humans are complicated beasts. You believe comforting lies, while knowing full well the painful truth that makes those lies necessary. In the end, Conor, it is not important what you think. It is only important what you do.

[Porque as pessoas são feras complicadas. Acreditam em mentiras que trazem conforto, embora saibam muito bem as verdades que tornaram as mentiras necessárias. No final, Conor, não é importante o que você pensa. Só é importante o que você faz.]

Conor: So what do I do?

[Então, o que eu faço?]

The Monster: What you did just now. You speak the truth.

[O que você acabou de fazer. Você fala a verdade.]

Conor: That’s all?

[Só isso?]

The Monster: You think it’s easy? You were willing to die rather than speak it.

[Você acha que é fácil? Você estava preferindo morrer a dizer a verdade.]

The Monster: It begins like so many stories. With a boy, too old to be a kid. To young to be a man. And a nightmare.

[Começa como tantas histórias. Com um menino, muito velho para ser uma criança. Muito novo para ser um homem. E um pesadelo.]

 

Written by

Instagram
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #cesarecantú #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #thubtenchodron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza