Now reading

Filme “Sentimentos que curam” (“Infinitely Polar Bear” – 2014)

Filme “Sentimentos que curam” (“Infinitely Polar Bear” – 2014)
Filme “Sentimentos que curam” (“Infinitely Polar Bear” – 2014)

 

Neste filme, Mark Ruffalo é um homem que sofre de Distúrbio Bipilar ou Distúrbio Maníaco-Depressivo. Ele é proveniente de uma família rica de Bonston, mas a família mantém um sustento mínimo e não o envolve nos negócios. Ele acaba conhecendo Maggie (Zoe Saldana), com quem se casa e tem duas filhas. Por causa de suas constantes recaídas, a vida dos dois fica muito difícil e ela opta por interná-lo em uma Clínica até sua melhora. Quando ele sai, ela pensa em melhorar profissionalmente para que as filhas tenham mais chances na vida e resolve se mudar para Nova York para fazer um MBA. Durante este tempo em que estará ausente, deixa Cam (Mark Ruffalo) cuidando das duas filhas.

E, em meio ao seu caos emocional, ele faz o possível para se manter bem para que não desaponte as filhas (que ele ama acima de qualquer coisa) nem a esposa (que ele tenta reconquistar).

Mark Ruffalo costuma me surpreender. Eu olho para ele e ele me parece um pouco inexpressivo, além de não ser bonito; apesar disso, quando o vejo nos filmes, ele transmite algo bom, honesto e próximo da vida real. E gosto.

Alguns filmes com ele:

  • “De Repente 30” (“13 Going on 30″ – 2004)
  • “E se fosse verdade…” (“Just Like Heaven” – 2005)
  • “Zodíaco” (“Zodiac” – 2007)
  • “Ensaio sobre a cegueira” (“Blindness” – 2008)
  • “Minhas mães e meu pai” (“The Kids Are All Right” – 2010) – indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante
  • “Ilha do Medo” (“Shutter Island” – 2010)
  • “The Avengers: Os Vingadores” (“The Avengers” – 2012)
  • “Terapia do Sexo” (“Thanks for Sharing” – 2012)
  • “Truque de Mestre” (“Now You See Me” – 2013)
  • “Mesmo se nada der certo” (“Begin Again” – 2013)
  • “Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo” (“Foxcatcher” – 2014) – indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante
  • “Vingadores: Era de Ultron (“Avengers: Age of Ultron” – 2015)
  • “Spotlight: Segredos Revelados” (“Spotlight” – 2015) – indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante

E neste filme, “Sentimentos que curam”, Mark Ruffalo tem uma atuação perfeita como alguém com um problema psiquiátrico e que faz o maior esforço possível para assumir o compromisso e a responsabilidade de cuidar das filhas. Ele emociona, faz rir, irrita, desperta compaixão. É um filme sensível que mostra a busca da superação dos problemas.

Vale a pena assistir.

 

Written by

4 Comments
  • Lari Reis disse:

    Ruffalo costuma me surpreender também. Fiquei interessada nesse filme que, infelizmente, não está no catálogo da Netflix. Vou tentar assistir de outra maneira. Eu tenho interesse especial por obras que trazem doenças mentais como tema porque acho extremamente necessário que a sociedade esteja mais informada e envolvida com essas questões…

    • Bom dia, Lari!
      Se você gosta de filmes com doenças mentais, acho que vai gostar deste. Ele realmente está muito bem e representa bem os altos e baixos do Distúrbio Bipolar.
      Talvez saia logo na Netflix. Não é um filme muito novo.
      Beijo!

  • Carlos Moya disse:

    Olá Sílvia. Doenças mentais muitas vezes não são bem tratados nos filmes, eu estou contente que, se isso é levado em conta. Um abraço.

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza