Now reading

Filme “O Homem Irracional” – 2015 (“Irrational Man”)

Filme “O Homem Irracional” – 2015 (“Irrational Man”)
Filme “O Homem Irracional” – 2015 (“Irrational Man”)

Um filme escrito e dirigido por Woody Allen. Pronto! Bastou isso para mim. Não vi trailer. Não li a sinopse. Comprei o ingresso e fui ao cinema.

Pode não ser o melhor filme que ele fez. Tampouco acho que seja o pior.

É um filme reflexivo, que cita muitos filósofos e a relação do pensamento filosófico à vida real.

Como conseguimos dar um sentido à nossa vida? Fazer algo que seja realmente significativo? Como deixamos nossa marca no mundo? Até onde podemos ir? O que nos dá o direito de fazer julgamentos e tomar decisões que envolvam a vida de outras pessoas? Há mentiras que sejam justificáveis?

Quando olho para o mundo, para as misérias, violências, abuso de poder de pessoas e governos, sinto desânimo e me sinto impotente. É o mesmo que Abe Lucas (o personagem de Joaquin Phoenix) sente no início do filme. Ele passou por alguns eventos trágicos, perdas; tentou prestar ajuda a populações miseráveis. Mas logo sentiu essa impotência, a sensação de que por mais que se faça ainda é muito pouco. E entra em uma depressão e deixa de ter vontade de continuar vivendo.

Há momentos em que me sinto assim. Tento fazer coisas que estão ao meu alcance. Sei que faço diferença na vida de algumas pessoas. Mas é apenas uma gota d’água no oceano. E o mundo não vai mudar. As desigualdades continuarão existindo.

[…] como minha intenção é escrever o que tenha utilidade para quem estiver interessado, pareceu-me mais apropriado abordar a verdade efetiva das coisas e não a imaginação. Muitos já conceberam repúblicas e monarquias jamais vistas, e que nunca existiram na realidade; de fato, a maneira como vivemos é tão diferente daquela como deveríamos viver que quem despreza o que se faz pelo que deveria ser feito aprenderá a provocar sua própria ruína.

Maquiavel em “O Príncipe”

Um determinado evento no filme faz com que ele mude seu comportamento e ele passa a achar que pode ter um papel determinante na vida de alguém. Ele pretende se tornar esse justiceiro. E cabe a pergunta: que direito ele tem de assumir esse papel?

Mesmo quando achamos que estamos fazendo nosso melhor para alguém ou para a sociedade, podemos estar seguros disso? Conseguimos ver as coisas pela nossa ótica. E esse olhar nem sempre representa as necessidades do outro ou aquilo que é aceitável para resolver um problema.

É tudo muito complexo e sem respostas definitivas. E é isso que Woody Allen faz no filme. Ele lança muitos questionamentos. Mas não define certo e errado. As respostas não são dadas de forma concreta. Cabe a cada pessoa fazer sua análise e pensar naquilo que seria justo ou não.

E no que, realmente, significa JUSTIÇA.

 

 

– Sílvia Souza

Written by

4 Comments

Instagram
  • #jamesbaldwin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #mikhailbakunin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #JamesJoyce #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #gastonbachelard #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #victorhugo #citações #reflexõesdesilviasouza