Now reading

Filme “Jovens, loucos e mais rebeldes” (2016)

Filme “Jovens, loucos e mais rebeldes” (2016)
Filme “Jovens, loucos e mais rebeldes” (2016)

Assisti a este filme com meus filhos achando que seria uma comédia adolescente, como tantas outras que falam sobre o início da faculdade nos Estados Unidos (College). Eles não desgostaram do filme, mas tiveram dificuldade para entender o cerne da história, até porque não era uma comédia no sentido mais aceito. Não é um filme que vai despertar gargalhadas. Ao contrário, vai despertar mais reflexões.

O personagem principal é Jake, que acaba de entrar em uma Universidade com uma bolsa de estudos por ser jogador de baseball. Ele vai morar na casa alugada para os jogadores, fora dos dormitórios dos alunos. Acaba conhecendo os outros jogadores, de diferentes partes do país, alguns veteranos e outros calouros como ele. O filme mostra os três dias que antecedem o início das aulas. E a história se passa em 1980, apesar de mostrar muitos aspectos ainda bastante atuais.

Nas poucas horas antes do começo do curso, ele e os novos colegas irão a muitas festas. Veremos uma festa tipicamente disco, com suas músicas típicas; uma festa country; uma festa mais cult, do grupo de teatro; um show punk. As músicas e as caracterizações de época (final da década de 1970) são os grandes méritos do filme. A trilha sonora é muito bem escolhida.

Como os jovens que ingressam a faculdade, eles querem beber e querem sair com garotas. Nessa época de maior liberação sexual, não há muita dificuldade para encontrar mulheres para um encontro de uma noite.

Mas Jake também quer uma namorada, alguém de quem goste, uma moça inteligente com quem possa conversar além de fazer sexo. E se empenha para conhecer uma moça que desprezou o grupo de jogadores de baseball inicialmente.

O filme acaba, então, abordando muitos dos aspectos que os jovens de 18 anos enfrentam: o desejo de sexo; como lidar com bebidas e drogas e como o grupo interfere nestas escolhas; a vontade de ter um relacionamento fixo que satisfaça mais do que o sexo casual; a escolha da carreira (afinal, ele precisa escolher algo para cursar além dos treinos de baseball) e precisa pensar que nem todos conseguirão seguir em times profissionais, dependendo apenas de suas habilidades esportivas.

Esse momento da vida realmente não é fácil. Meu filho mais velho está se aproximando da fase de ter que fazer a escolha da profissão, de onde estudar, de como lidar com a mudança, com novos amigos, com o distanciamento da família e com o fato de ter que encarar realidades que ainda não teve que enfrentar.

Caso alguém pense em ver o filme, não espere muitas risadas. Eu realmente achei que o filme chama mais à reflexão envolvendo uma idade especial pela qual passamos, na qual recaem muitas decisões, apesar de estarmos absolutamente vulneráveis e facilmente influenciáveis pelo grupo de colegas com quem temos a sorte (ou o azar) de conviver.

 

Written by

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza