Now reading

Filme “Francofonia: Louvre Sob Ocupação” (2015)

Filme “Francofonia: Louvre Sob Ocupação” (2015)
Filme “Francofonia: Louvre Sob Ocupação” (2015)

Assisti recentemente a este documentário histórico de Alexander Sokurov. O filme começa um pouco lento e demora até que ele aborde de fato o tema do filme. Mas quando ele chega ao assunto, fiquei absolutamente extasiada com o tema e sua abordagem, em especial, por ser uma pessoa apaixonada pela França e grande curiosa dos eventos em torno da Segunda Guerra Mundial.

Ele começa contando sobre a ocupação da França pelos alemães na Segunda Guerra. E usa muitos vídeos e fotos autênticos da época, inclusive com imagens de Hitler em Paris. Um número enorme de pessoas saiu de Paris em direção ao sul da França, região que não foi ocupada pelos nazistas.

Por algum tempo, a cidade ficou bastante vazia, até voltar a uma vida social próxima do normal, algo possível por não ter havido grandes lutas na dominação da França. Paris continuou intacta. Inclusive, o filme narra os problemas políticos que fizeram com que a França tenha se rendido sem lutar. O Marechal Pétain, que assumiu o Governo francês sob o nazismo, não interpôs resistência e solicitou, inclusive, o retorno do exército. Eu já conhecia estes fatos históricos, mas o filme mostra com imagens da época, o que foi fantástico.

Mas a questão central do filme é a forma como os governos de países em guerra vão lidar com as obras de arte, nas suas mais variadas expressões.

Ele narra como o Louvre surgiu, no origem de Paris, como um castelo que foi, pouco a pouco, sendo ampliado, reformado e “descoberto” até ser o que é hoje. Acrescentei o “descoberto”, porque escavações para construir a pirâmide e para incluir as galerias subterrâneas encontraram as estruturas medievais, do castelo que havia antes, com seus grandes blocos de pedras e fossos.

Foi sob o governo do Imperador Napoleão, amante das artes, que o Louvre foi transformado em um museu, que passou a abrigar tudo o que Napoleão conquistava (ou roubava) em suas batalhas.

O filme retrata tudo isso e mostra um discurso nazista em que eles afirmam respeitar o acordo de Haia, preservando as artes e o patrimônio dos países que conquistavam.

Nesse ponto, passam a ser mostradas imagens de Leningrado (atual São Petersburgo), durante o cerco imposto pelos nazista, em que milhares de pessoas morreram de fome, frio, doenças, por ficarem absolutamente isoladas do restante da União Soviética. E aparecem fotos do Hermitage, que não foi poupado pelos alemães.

O documentário tem dados históricos incríveis, muitos que eu sabia através de leituras, mas ver os vídeos e as fotos autênticas tornam todos os fatos muito mais concretos e reais.

Gostei demais do filme! Recomendo a todas as pessoas que gostem de história e tenham curiosidade nos eventos que envolveram o cuidado com as obras de arte do Louvre durante a época da Guerra.

 

Written by

Instagram
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #cesarecantú #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #thubtenchodron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza