Now reading

Filme “Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer” (“Me and Earl and the Dying Girl” – 2015)

Filme “Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer” (“Me and Earl and the Dying Girl” – 2015)
Filme “Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer” (“Me and Earl and the Dying Girl” – 2015)

 

Acho que estou ficando chata para ver filmes. Quando vejo o trailer de um drama que não aparenta me acrescentar nada além de trazer desconforto, opto por não assistir ao filme. E há tantos filmes hoje em dia com roteiros tão fracos que parece uma enorme perda de tempo ficar sentada por 2 horas que não irão mais voltar. Talvez eu esteja muito ligada nessa questão do tempo que me sobra e como eu quero passá-lo de forma a sentir que valeu a pena, que, de alguma forma, eu fiz um bem para mim mesma ou para outras pessoas que amo.

Por conta disso, pensei em uma nova estratégia para escolher os filmes da minha lista (pois é, eu tenho uma lista de filmes que pretendo ver…). Resolvi acreditar nas avaliações das pessoas que opinam no IMDB e organizar os filmes pelas notas dadas. Está me parecendo uma boa estratégia. Pelo menos, os 5 filmes que eu vi seguindo essa sequência valeram a pena.

Resolvi, então, comentar um desses filmes que vi nessa semana: “Eu, você e a garota que vai morrer”. O título pode chocar um pouco. Trata-se de um filme adolescente e os personagens principais estão no último ano do High School. Greg (Thomas Mann) é um jovem muito inseguro e que tem muito receio de se indispor com alguém ou, até mesmo, de chamar atenção, de ser notado. Então, ele tenta manter um bom contato com todos os grupos de alunos, mas não participa de nenhum. Ele vive isolado e tem um único amigo, Earl (RJ Cyler). 

Sua vida vai mudar bastante quando sua mãe pede para que ele faça uma visita para uma estudante que acabou de ser diagnosticada com leucemia, Rachel (Olivia Cooke). Ele vai por obrigação. Mas, aos poucos, vai crescendo uma grande amizade entre eles e eles passam a ficar muito tempo juntos todos os dias. Ele faz companhia a ela na fase das quimioterapias. Rachel, por sua vez, estimula Greg a enfrentar seus medos, a se inscrever para uma universidade e acaba contribuindo para que ele assuma suas próprias opiniões, em vez de se contentar em ser alguém que não incomoda, mas que não tem um grupo, que não tem amigos.

A história da menina com câncer lembra outras histórias semelhantes como “A culpa é das estrelas” e “Inquietos”. É um filme tocante, que emociona, mas que consegue tratar de vários temas adolescentes com leveza. Eu não conhecia o jovem ator Thomas Mann. Gostei muito da atuação dele e, com certeza, ele se destaca no filme.

Vale a pena assistir.

– Sílvia Souza

Written by

5 Comments

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza