Now reading

Filme “13 Minutos” (2015)

Filme “13 Minutos” (2015)
Filme “13 Minutos” (2015)

Um jovem músico, proveniente de uma família católica bastante humilde, tentou, sozinho, assassinar Adolf Hitler em novembro de 1939. O filme “13 Minutos” é baseado na história real deste rapaz, suas motivações políticas para planejar a explosão que deveria atingir Hitler e as torturas pelas quais passou para confessar a autoria do crime.

Quando escrevi sobre o filme “Operação Valquíria” no ano passado, coloquei uma lista que busquei em sites sobre as tentativas de assassinato sofridas por Adolf Hitler. Antes mesmo que ele subisse ao poder na Alemanha, ele já tinha escapado de algumas destas tentativas.

Sei que o diretor do filme não busca ser absolutamente fiel aos fatos. O jovem Georg Elser aparece no filme como um simpatizante do comunismo, mas ele não estava realmente vinculado ao partido. Quando busquei sobre essa tentativa de assassinato, constava que ele era efetivamente comunista e já tinha passado algum tempo preso no campo de concentração de Dachau por conta disso.

O fato é que ele, por ser contrário às ideias do nacional-socialismo, vendo todas as atrocidades que estavam acontecendo na Alemanha (antes mesmo do início da Guerra), inclusive com pessoas próximas a ele, constrói todo o projeto da bomba. Ele vai juntando os explosivos aos poucos, retirando da fábrica onde trabalhava; constrói a bomba e monta um sistema de acionamento à distância, usando um relógio. Ele programa a bomba para explodir em uma cervejaria em Munique, sabendo o dia e horário em que Hitler faria um pronunciamento.

No momento em que a bomba explodiu, ele já estava bem longe, na fronteira com a Suíça, mas foi preso antes de conseguir atravessar a fronteira. Quando foi capturado, ainda não tinha havido a notícia sobre o resultado final da explosão em Munique; sabia-se apenas do atentado à vida do Führer. Foi um soldado da SS que informou a Elser que Hitler tinha terminado seu discurso 13 minutos antes da explosão acontecer; outras 8 pessoas morreram, mas Hitler não estava mais no local. Naquele dia, especificamente, ele precisou encerrar seu discurso um pouco mais cedo, porque teria que pegar um trem de volta a Berlim.

Elser ficou preso por muitos anos e foi executado pouco antes da Guerra acabar. Para que ele confessasse o crime e descrevesse exatamente como planejou tudo, ele foi torturado e as pessoas próximas a ele foram presas. Ele não chegou a acusar nenhuma outra pessoa e admitiu ter planejado tudo sozinho.

Não deixo nunca de analisar todas as nuances envolvendo a Segunda Guerra. Procuro ler a respeito e vejo todos os filmes que consigo. Por quê? Porque esse período é muito emblemático para mim; ainda acontecem nos dias de hoje crimes tão graves quanto os que aconteceram na guerra. E ainda tenho receio de voltarmos a viver, novamente, algo como naquela época. Quanto mais eu estudo a respeito, mais percebo a complexidade daquele momento histórico. Não foi apenas um louco que matou milhões de pessoas. Existiam inúmeros fatores sociais, econômicos, políticos que fizeram com que as coisas acontecessem como aconteceram.

E, nos meus questionamentos, sempre me perguntei porque nunca ninguém fez nada. O fato é que algumas pessoas tentaram fazer algo, tomar uma atitude, arriscar as próprias vidas protegendo outras pessoas… mas foi pouco. Não havia o lado bom e o lado mau. Havia alemães contrários ao sistema e que eram solidários aos judeus e lutavam contra o que estava acontecendo; assim como havia tantas pessoas nos mais diversos países contrárias a receber os refugiados e entregando pessoas próximas que tinham conhecido a vida toda, em busca de uma proteção pessoal.

A Segunda Guerra, ainda tão recente, mostrou o pior do ser humano. Talvez também tenha mostrado, embora de forma mais silenciosa e oculta, o melhor de algumas pessoas. E é nesse melhor que deposito todas minhas esperanças.

 

Written by

Instagram
  • #miguelestevescardoso #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #cesarecantú #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #thubtenchodron #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza