Eu
Previous post
Now reading

Filhos

Filhos
Filhos

Todos os pais já foram crianças. Todos os pais já foram adolescentes.

Mas quando somos crianças e adolescentes não pensamos nisso. Aliás, isso nem mesmo parece possível!

Os pais nasceram pais. Ao menos, é o que os filhos pensam.

São os possuidores de todas as respostas em algumas fases da vida.

São chatos, exigentes, incompreensivos. Pegam no pé.

Eu sou mãe. Meus filhos são adolescentes.

E eu me lembro da minha adolescência como se tivesse sido no ano passado.

Eu me lembro dos sofrimentos, das dificuldades, das crises, das escolhas.

Eu me lembro como via cada pequeno problema como algo gigantesco, insolúvel.

E me angustio muito ao perceber meus filhos passando pelas mesmas dificuldades que passei nessa fase.

A dificuldade de fazer novos amigos, a timidez, o medo do isolamento, de não corresponder às expectativas, seja dos pais ou dos colegas.

Não é fácil perceber tudo isso. Mais difícil ainda quando, mesmo passados 30 anos, ainda não temos as respostas, a solução para essas angústias. Não posso dar um caminho. A única coisa que posso é dizer que também passei por tudo isso. E que tudo se resolve aos poucos. É só ter paciência.

Eu não minto para os meus filhos. Eu não tento mostrar uma mãe inventada, coberta de ouro e alegrias. Eles me têm real, humana, com falhas e dificuldades. E sabem que estou ao lado deles para enfrentar cada obstáculo que aparecer.

E o coração da mãe sofre de novo… é como se vivesse as aflições da adolescência uma vez mais.

– Sílvia Souza

Written by

9 Comments
  • Carlos Moya disse:

    Você é uma jovem mãe e sincera, eu me lembro a adolescência como um dos períodos mais amargos da vida, eu acho que deve ter algo a ver com hormônios e crescimento e deixan senais que marcam o caráter do adulto. São efeitos da idade e eles vão sair grandes homens e boas pessoas. O que será uma fonte de orgulho para você.
    Um abraço.

    • Bom dia, Carlos!
      Obrigada por suas palavras tão gentis!
      Sei que a adolescência não é fácil… é um momento em que se tenta assumir a própria vida, ganhar independência, experimentar tudo por si mesmo, acomodar-se nos ambientes sociais…
      Desejo que eles realmente amadureçam e sejam felizes!
      Um grande abraço!

  • ranchodoperegrino disse:

    Realmente, é isso que minha filha pensa. Que eu já nasci pai e com todas as respostas. Belo texto. Abraços – Faça uma visitinha ao nosso rancho, quando quiser.

    • Olá, Ronaldo!
      Que prazer conhecer seu Blog!
      Eu já seguia pelo WordPress, mas tenho que confessar que não tenho conseguido acessar todos aqueles que sigo… infelizmente!
      Mas já assinei seu Blog por e-mail e receberei as novas publicações.
      Obrigada por me convidar a visitá-lo.
      Um grande abraço!

  • claudio kambami disse:

    Mãe…não posso dizer que pai também não sofre com isso, mesmo entendendo que filhos homens se abrem mais com as mães ou se apegam mais a elas do que as filhas que veem no pai um parceiro. Acho interessante isso e sempre quis eu ter uma filha, rssss.
    Meus filhos hoje já me dão até conselhos. Eles crescem e nós pensamos sempre que eles estão desprotegidos.
    Nós nunca omitimos nada de nosso filhos até mesmo os tempos de crise eles foram informados para entenderem motivos de mudanças, motivos de não viajar enfim, acreditamos que o que mais abala a família e a vida em geral é a parte financeira infelizmente, pois até os problemas de relacionamento quando existem basta uma boa conversa de ambos os lados para manter o equilíbrio. Ruim quando o problema descamba para o litigioso ou ainda quando vem acompanhado de uma atitude covarde ou ilícita.
    Enfim nos resta saber o que sempre ouvimos dos mais velhos, não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe.
    É mesmo como disse, paciência e principalmente resiliência. Bjs! 🙂

    • Claudio, adoro seus comentários!
      Talvez ainda mais por perceber que temos tanto em comum!
      Meus filhos são meninos maravilhosos (não sou nada coruja… :D). E eles me surpreendem sempre com a maturidade e a compreensão que eles demonstram. Não tenho dúvida de que a maior parte dos meus receios são infundados… eles conseguem resolver os próprios problemas sem muitas dificuldades.
      Agora, me diga, os pais deixam de ver os filhos como bebês algum dia?
      Um grande abraço!

  • Virginia Leite disse:

    Ótimo post !

Instagram
  • #jamesbaldwin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #mikhailbakunin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #JamesJoyce #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #gastonbachelard #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #victorhugo #citações #reflexõesdesilviasouza