Now reading

Dia do Médico

Dia do Médico
Dia do Médico

Hoje é o Dia do Médico. Resolvi escrever um pouco sobre a profissão e sobre tudo o que estamos vivendo, aproveitando a data.

Talvez nem todas as pessoas que me acompanham saibam que eu sou médica.

Tenho 44 anos de idade e, no final desse ano, completo 21 anos de formação em Medicina.

Sou apaixonada pela minha profissão. Talvez mais do que deveria (será que existe um limite para o amor à profissão?). O fato é que eu realmente me importo com todos os meus pacientes. Eu me preocupo. Penso em vários deles ao longo da semana e mesmo nos finais de semana. Fico mais tranquila quando recebo notícias deles.

Como médica, minha rotina de trabalho inclui lidar com doenças, sofrimento, angústias, preocupações. Embora possa haver doenças mais graves ou menos graves, eu não posso julgar o sofrimento de uma pessoa, mesmo que do ponto de vista objetivo ela não tenha uma doença grave. Meu papel é escutar (realmente ouvir o que o outro tem a dizer) e tentar dar um conforto, tratamento, ajuda; isso nem sempre é feito com remédios. Às vezes, basta uma palavra e demonstrar empatia pelo problema que é apresentado.

Na minha função, não cabem erros. Entretanto, eu também sou um ser humano. Passo por problemas, crises, doenças, como todas as pessoas. Mas quando visto meu jaleco, tento me despir de tudo o que sou como pessoa e manter apenas a profissional, por mais difícil que isso possa ser.

Tenho sim ficado bastante desanimada com os rumos que a saúde e a medicina estão tomando no Brasil. Vejo a saúde percorrer a mesma estrada que a Educação percorreu alguns anos atrás: uma estrada em direção a um precipício.

A desvalorização dos médicos pelo governo não traz revolta por parte das pessoas. Por algum motivo (ou vários motivos), muitas pessoas encaram os médicos como inimigos e têm um desejo de testá-los; muitos desconhecem a dedicação que a formação médica exige (6 anos de faculdade, mais 4 a 6 anos de residência, no mínimo) e acham normal que uma operadora de saúde pague R$50,00 em uma consulta (ou menos) e que o SUS pague R$9,00 por uma visita médica em hospital.

O problema da saúde está muito além dos médicos; é muito mais complexa. Mas desvalorizar a classe médica certamente não traz melhorias.

Não posso dizer por todos os médicos, porque, da mesma forma que há professores e professores, somos uma classe muito heterogênea (talvez como em todas as profissões). Há os mais interessados no dinheiro e aqueles que fazem o trabalho por amor puramente (basta ver o que fazem os médicos do Médecins sans Frontières). Mas posso garantir que há um número enorme de profissionais (creio que a grande maioria) que ama a profissão acima de tudo, que se dedica, que sofre nos casos mais complexos, que chora, perde o sono, reduz o convívio familiar para dar suporte aos pacientes.

Eu agradeço às pessoas que são mais que meus pacientes, que são amigos; pessoas que confiam em mim, repartem suas dores e àquelas que percebem que eu sou humana também.

– Sílvia Souza

Written by

19 Comments
  • sibilahonda disse:

    O brasileiro tem costume de desrespeitar quem deveria agradecer!…

  • laynnecris disse:

    Parabéns pelo seu dia Silvia! Que receba em dobro todo o conforto e cuidado que oferece. É realmente triste essa inversão de valores tão grande que tem ocorrido e o tamanho do egoísmo e ignorância desenfreada tem levado nossa amada pátria a viver o caos em vários setores importantes para uma sociedade crescer de uma forma digna. Grande abraço…

  • Mariana Gouveia disse:

    Parabéns pelo seu dia, Sílvia! beijos

  • Parabéns pela escolha e pelo exercício do seu ofício.

    PS: Mãos que curam, mãos que escrevem…

  • M.Raydo disse:

    Tá lá uma verdade, uma classe desfavorecida e desacreditada, tanto quanto os professores. Algo bem triste de se reconhecer. Chega a ser uma vergonha para um país que tanto precisa destas duas classes! Essa desvalorização é medonha!!!
    Parabéns, minha amiga! Que você continue firme e forte em seus propósitos pessoais e continue sendo esta mulher incrível que tanto admiro! 🙂

  • Enquanto houver gente que cuida amando ou ama cuidando, como você, Silvia, a medicina valerá a pena. Parabéns pelo dia!

  • Marcos Rocha disse:

    Essas atitudes me fazem pensar a cerca de para onde estão indo os valores. As pessoas só enxergam problemas nos policiais, médicos, professores, mas nunca no governo. Nunca em quem tem o verdadeiro dever de resolver os problemas da segurança pública, da saúde e educação que são nossos governantes. A mídia faz puta manobra política jogando a culpa em quem está aí para defender a população, de forma que o povo esqueça quem são os responsáveis.

  • vileite disse:

    Excelente post ! Parabéns pelo seu dia , embora com atraso !
    Infelizmente esse desgoverno pouco ou nada está ligando tanto pela educação como para a saúde no país.

Instagram
  • #jamesbaldwin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #mikhailbakunin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #JamesJoyce #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #gastonbachelard #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #victorhugo #citações #reflexõesdesilviasouza