Now reading

Conto “Encarnação involuntária” de Clarice Lispector

Conto “Encarnação involuntária” de Clarice Lispector
Conto “Encarnação involuntária” de Clarice Lispector

Esta publicação é referente ao Projeto Clarice Lispector idealizado pela Marcia Cogitare do Blog Surtos Literários. A proposta foi de publicarmos no mesmo dia nossos comentários sobre cada um dos contos da escritora, que foram todos reunidos por Benjamin Moser no livro “Todos os Contos” da Editora Rocco. O conto de hoje é “Encarnação involuntária”, do livro “Felicidade Clandestina”.  A publicação da Marcia pode ser lida clicando aqui.

Neste conto, a narradora nos conta como observa outras pessoas, pessoas desconhecidas que encontra na rua ou em um voo, e as estuda atentamente; como uma forma de conhecer essas pessoas, a narradora encarna a desconhecida e passa a agir como ela agiria, sua forma de andar e de falar. E este estudo involuntário dura alguns dias.

Às vezes, quando vejo uma pessoa que nunca vi, e tenho algum tempo para observá-la, eu me encarno nela e assim dou um grande passo para conhecê-la. E essa intrusão numa pessoa, qualquer que seja ela, nunca termina pela sua própria autoacusação: ao nela me encarnar, compreendo-lhe os motivos e perdoo. Preciso é prestar atenção para não me encarnar numa vida perigosa e atraente, e que por isso mesmo eu não queira o retorno a mim mesma.

Fiquei imaginando a escritora Clarice Lispector incorporando outras personalidades; essa, com certeza, é uma forma interessantíssima de construir personagens, de imaginar suas vidas, o que sentem, seus sofrimentos e angústias.

No livro “A louca da casa” da escritora espanhola Rosa Montero, em que ela narra seu processo de criação de um romance, ela conta que, ao ver algumas pessoas que lhe chamam especial atenção, ela fica imaginando uma vida para a pessoa; ela cria o passado e o futuro, seus gostos, o trabalho… e está construído mais um personagem e, talvez, um enredo para mais um livro.

Sempre tive curiosidade para entender o processo criativo de cada escritor. E alguns escreveram obras a respeito. Sempre que descubro algum livro que contenha um pouquinho desse processo, eu procuro ler. Talvez, algum dia, eu realize o sonho de escrever um livro.

E o processo de criação da Clarice Lispector é algo que aguça minha curiosidade. Sei que não terei a resposta, porque ela morreu há 40 anos. Mas seus personagens são tão densos emocional e psicologicamente, mesmo aqueles presentes em contos curtos, que fico imaginando que ela devia colocar muito dela mesma, das várias versões de si mesma. Afinal, o que eu observo dos livros autobiográficos que já li, é que as grandes obras, aquelas feitas para durar, são sempre inspiradas em algo do autor, algum fato, alguém próximo, algo pessoal em algumas situações.

O escritor precisa dar alma aos personagens, para que eles ganhem vida de verdade e se tornem humanos na mente de quem lê o livro. É assim que se convence.

E, talvez, Clarice incorporasse diferentes pessoas e passava dias vivendo aquela nova personalidade. Dessa forma, poderia dar vida a personagens diversos. E pode ser que este conto seja um testemunho deste fato.

 

Written by

3 Comments
  • Marcia Cogitare disse:

    Um vez li que tem um autor brasileiro (não me lembro quem foi) , ele andava atrás das pessoas para escutar seus conversas e aproveitar para suas futuras ideias literárias.

    Assim como vc, tenho imensa curiosidade de saber como se dá todo o processo de escrita de alguns autores.

    E é bem possível que Clarice adotasse o método da “encarnação” para suas criações rs.

    Hug

    • Silvia Souza disse:

      Marcia, desculpe-me demorar tanto tempo para responder… Não tenho conseguido ser muito assídua, nem no meu blog, nem no seu. A maioria das minhas publicações está programada há 1 mês ou mais, porque ando em uma fase absurdamente atribulada…
      Mas passarei para ler suas publicações assim que as coisas acalmarem.
      Beijo grande!

Instagram
  • #lopedevega #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #fiodordostoievski #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #elianebrum #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #eugéniodeandrade #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #richardHooker #citações #reflexõesdesilviasouza