Now reading

Comunicação

Estou cansada
Next post
Comunicação
Comunicação

Muitas vezes, tenho a impressão que, mesmo falando a mesma língua, não conseguimos nos comunicar.

Uma das pessoas pode estar tão envolvida em seus próprios problemas que faz com que ela filtre aquilo que escuta dando uma compreensão totalmente individual, tanto do que é dito quanto da entonação usada.

Pode também ser um problema do comunicador, que não soube se expressar da forma adequada.

Ou, no pior dos cenários, as duas coisas podem estar acontecendo.

Deveria ser criada a profissão de “tradutor de pessoas”. A ele não caberia traduzir ou verter uma língua em outra. Ele deveria ter a capacidade de escutar um dos envolvidos no diálogo, entender seus sentimentos e aquilo que ele quer expressar e transformar a frase para que o outro, que ele também soube entender e captar, possa pegar o sentido exato. Seria maravilhoso! Não haver mais mal entendidos!

Ou poderíamos, simplesmente, ter mais paciência, pensar antes de falar, colocar-nos no lugar do outro. E o outro, deveria tentar se despir do escudo que carrega, pronto a se defender, antes mesmo de saber o que vai ser dito.

– Sílvia Souza

 

 

Written by

14 Comments
  • laynnecris disse:

    Boma dia… sua impressão não só é verdadeira, como é a causa de muito dos males que sofremos na alma…

    • Silvia Souza disse:

      Bom dia!
      Volto sempre a essa reflexão… da dificuldade de comunicação… acho que há um pouco de intolerância e má vontade de algumas pessoas também… você não acha?
      Nossa leitura exemplificou um pouco isso, né?
      Beijo grande!
      🌹

      • laynnecris disse:

        Verdade! Existe muito o monólogo coletivo e aquele egoísmo de sempre se colocar como vítima ou algo parecido. E também tem o fato de que o “ouvir” não é algo cultivado com muito empenho em nossa sociedade. Mas, estar atento e enxergar esse problema acho um ponto positivo.

        Por falar em leitura, adorei o capítulo 16. Apesar do clima tenso entre as personagens, como eu ri ontem ou hoje de madrugada… tanto do diálogo de Connie com Clifford, quanto o diálogo de Mellors com Hilda. Daqui a pouco escrevo minhas considerações… rs

        Um abraço carinhoso

  • Pode subir no ônibus Silvia. Eu já venho nesse itinerário desde o ponto final.

  • Ou a culpa poderia ser posta no tradutor, que acabaria apanhando em dobro.

  • Wizard9 disse:

    É engraçado o que disse sobre o “tradutor de pessoas”. Eu fiz um curso faz uns 3 anos em que a figura do “tradutor de pessoas” de fato foi representada em uma dinâmica. Eram vários tipos de perfis (agressivo, puxa-saco, negativista, etc.), mas o tradutor era um dos piores, justamente por não poder fazer parte do que você brilhantemente mencionou: ele não é capaz de entender os sentimentos e as motivações de quem fala. Ele traduz aquilo que ele entende, o que joga por terra a sua importância ou relevância. De fato vivemos momentos difíceis em se tratando de comunicação. As pessoas tem mais necessidade de falar do que de ouvir. E como diria um provérbio chinês: “As palavras são de prata, mas o silêncio é de outro”. Ouvir e entender as motivações do outro é mais importante do que falar. Não tenho dúvida alguma disso. Bjs!

  • Tatiana disse:

    Pois é… às vezes falta muita compreensão, muita interpretação, muita leitura. E por isso vamos caminhando para o caos…

Instagram
  • #jamesbaldwin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #mikhailbakunin #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #JamesJoyce #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #gastonbachelard #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #victorhugo #citações #reflexõesdesilviasouza