Now reading

Bloggers Recognition Award

Bloggers Recognition Award
Bloggers Recognition Award

O Lucas Palhão, do Blog do Palhão, me indicou para o Bloggers Recognition Award.

As regras para participar são as seguintes:

  1. Faça um post explicando por que você começou a blogar e dê algumas dicas;
  2. Nomeie blogs de seus colegas blogueiros;
  3. Comente nos blogs deles para que saibam que foram nomeados.

Vamos ver se conseguirei contar minha história nesse universo virtual direitinho. Eu sempre senti necessidade de escrever para me expressar, mesmo para pessoas próximas. Preferia escrever cartas ou bilhetes, como uma forma de organizar o que eu pensava e sentia. Cheguei a criar vários blogs, não sei exatamente quantos e não me lembro dos nomes deles.

Meu primeiro blog foi criado no Blogspot em 2001 ou 2002. Meu filho mais velho era pequeno e eu queria tentar descrever minha experiência como mãe. Mas queria contar tudo, inclusive as dificuldades e não apenas as partes boas que todos descrevem como se ser mãe fosse algo santificado. Conforme eu escrevia, eu me sentia uma herege e fui me sentindo culpada. Desisti pouco tempo depois.

Fiz nova tentativa quando me mudei para outro país e quis registrar nossa rotina. Não foi adiante. Eu parava sempre ao me sentir exposta demais ou com receio das críticas das pessoas conhecidas.

Tentei criar blog para falar de produtos de beleza (maquiagem, cosméticos e perfumes), uma de minhas paixões. Uma tentativa anterior de registrar minhas reflexões e angústias antes dos meus 40 anos, quando vários questionamentos invadiram minha cabeça. Houve 2 blogs anônimos, não vinculados ao meu perfil real, que tratavam de assuntos que eu jamais conseguiria abordar mostrando minha cara. Um deles ainda é vivo, mas está esquecido ou adormecido.

Há cerca de 5 anos, criei meu blog profissional. E há pouco mais de 2 anos esse blog com as minhas reflexões. Mas conviver com a exposição foi um aprendizado e foi algo progressivo, lento, cuidadoso; procurei pensar em cada passo, cada gesto que eu julgava arrojado. Não busquei divulgar o blog de imediato. A divulgação vem acontecendo aos poucos. Recentemente fui seguindo mais blogueiros, o que aumentou as visitas ao meu blog. E apenas 1 mês atrás, divulguei para pessoas conhecidas do Facebook e do meu convívio pessoal.

Eu tenho um outro espaço onde guardo minha coleção de citações, frases, poemas, trechos de livros. Devo ter mais de 2.000 citações diferentes. A quem se interessar em conhecer é o Textos que Tocam.

Acho que é isso. Sou muito introvertida, tímida, fechada. Ter o blog é um exercício, uma forma de tentar organizar um pouco meus pensamentos. E de mostrar as dúvidas e angústias que podem surgir na vida de qualquer pessoa, homem ou mulher. Precisava contar um pouquinho da minha história; tantos erros que cometi. A verdade é que ainda não consegui expor tudo o que eu gostaria. Ainda tenho receio. Um pouquinho da minha história vai saindo em meio aos contos, crônicas, reflexões. Bem escondido. Mas tenho caminhado… a passos de tartaruga.

Sinceramente, não creio ter conselhos para ninguém. Acho que fiz o caminho inverso da maioria das pessoas que querem divulgar seu trabalho ou suas ideias.

Não sei ao certo quantos blogs tenho que indicar…

 

– Sílvia Souza

Written by

13 Comments

Instagram
  • #marcoaurélio #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #joséluíspeixoto #citações ##abraço #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #fernandopessoa #citações #reflexõesdesilviasouza