Now reading

A Ciência pelos jovens

A Ciência pelos jovens
A Ciência pelos jovens

Houve uma Feira de Ciências na escola dos meus filhos. É um evento que acontece todos os anos. Esse é o quarto ano que frequento a feira, como mãe e mera observadora dos projetos.

As salas, o ginásio, o pátio… tudo fica tomado pelos alunos e seus projetos incríveis.

Eles são orientados por professores das mais diversas áreas. Mas isso não tira em nada o mérito desses jovens, que vão aprendendo o desenho de um estudo científico, com sua hipótese, a busca pela forma de se comprovar a hipótese inicial e como explicar as conclusões obtidas.

Foram meses com reuniões semanais do grupo para desenvolver o projeto, montar o experimento, construir a apresentação que foi mostrada na feira.

O grupo do meu filho montou um projeto com geração de energia elétrica a partir das ondas sonoras e a forma de aplicar essa ideia em cidades como São Paulo, com muita poluição sonora. É claro que eu, como mãe coruja, achei o projeto incrível.

Mas foram muitas outras ideias: uso de hologramas para ajudar em aulas com sua projeção 3D; projetos sobre mobilidade; sobre estresse; aplicativos interessantes para  o celular; fast food saudável. Esses são apenas alguns que me ocorrem agora. No ano passado, houve grande foco na água: projetos de despoluição de rios; reaproveitamento da água; como evitar o desperdício em chuveiros a gás.

E em todos os projetos, eles tentam mostrar a empregabilidade em nosso cotidiano.

Eu fico impressionada. A eles não falta curiosidade e imaginação. Duas coisas absolutamente primordiais.

E eles ainda não têm a visão limitante dos adultos, com a qual barramos qualquer ideia, antes mesmo de tentá-la, por julgá-la impossível. Eles acreditam. De verdade.

Talvez ainda tenhamos futuro se essa juventude continuar acreditando, buscando, explorando; desenvolvendo a curiosidade e deixando a imaginação voar… sem limites.

– Sílvia Souza

Written by

6 Comments
  • mariel disse:

    A juventude, sempre ela, só precisa de duas coisas como penso: que se a gente não puder ajudar, que pelo menos não atrapalhe.

  • laynnecris disse:

    Eu espero que não sejam corrompidos pela ganância e o egoísmo da vida adulta… que o que mais atrapalha o mundo é a falta de um trabalho em prol de um todo e não para si… Que belo exemplo Silvia… uma pena que a grande maioria das escolas não possuem esse foco e nem esses recursos…

  • O que a cautela da velhice impediu a ousadia da juventude permitirá.

Instagram
  • #albertcamus #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #lamatseringeverest #citações #budismo #reflexõesdesilviasouza
  • #honorédebalzac #citações #trechosliterarios #amulherdetrintaanos #reflexõesdesilviasouza
  • #edmundburke #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #rubemalves #citações #reflexõesdesilviasouza