Feliz Natal
Previous post
Now reading

5 fatos importantes de 2015

Diz que me ama
Next post
5 fatos importantes de 2015
5 fatos importantes de 2015

Eu sei que 2015 teve muito mais que 5 fatos importantes a serem relembrados.

Mas vou escrever sobre os eventos pessoais importantes. Acho essencial repensar nas minhas vivências, porque isso me ajuda a crescer, evita que eu cometa os mesmos erros e valorize mais as coisas realmente significativas.

Então meus 5 fatos mais importantes:

 

1. Eu me afastei da pessoa que eu amo

Decidir romper um relacionamento não é uma decisão fácil. Não é apenas a intensidade do sentimento que conta. Há inúmeros fatores que interferem na história entre duas pessoas.

Eu sei que não faltava amor de nenhuma das partes. Eu amava e era totalmente correspondida nesse amor.

E, ainda assim, não pudemos resolver vários problemas que surgiram e dificultaram nossa história.

E optei pelo sofrimento que achei mais fácil de enfrentar: o sofrimento da falta, da saudade. E segui me alimentando das boas lembranças, dos momentos felizes e dos encontros nos meus sonhos.

 

2. Superei uma demissão

Como na maior parte da minha vida trabalhei como autônoma, raramente tive que enfrentar a possibilidade de uma demissão. Entretanto, por motivos pessoais, aceitei trabalhar em uma empresa médica, com foco em uma patologia específica.

Mas eu sou uma profissional experiente, com um currículo sólido e, portanto, mais cara para a empresa.

Contratar pessoas a quem se pague menos por hora de trabalho e de quem se possa exigir mais é algo vantajoso do ponto de vista financeiro.

E simplesmente me avisaram que eu não precisaria comparecer mais… assim, de uma hora para outra.

Claro que não foi fácil. Mas talvez sejam forças que nos façam sair da inércia. E saí em busca de outras realizações.

 

3. Viajei sozinha

Não foi a primeira viagem solitária. Mas foi bastante significativa.

Fui a Paris, sozinha, repensar minha vida, enfrentar medos, analisar minhas opções, refletir sobre minhas escolhas.

Paris faz parte da minha história. É quase parte de mim. E viajar sozinha permite viajar para dentro de mim mesma.

Não é nada fácil. Olhar para dentro incomoda bastante. Machuca. Tive que reabrir feridas, ver que não estavam curadas, tirar as partes necrosadas, limpar tudo em uma tentativa de facilitar a cicatrização.

Passei noites em claro. Falei com completos estranhos. Fui paquerada.

Sorri. Sofri. Chorei. E voltei.

 

4. Criei coragem e investi no Blog

Sempre tive receio de divulgar meus escritos, minhas reflexões, minhas opiniões.

Nunca tive uma boa autoconfiança.

Mas tentei me fortalecer e resolvi arriscar. Passei a trabalhar mais para divulgar meus textos, inicialmente para pessoas desconhecidas da internet. Depois para alguns conhecidos. E, por último, para pessoas próximas, que me conheciam de verdade.

Venci meus receios de julgamento, de críticas.

 

5. Assumi minha solidão

Pela primeira vez na minha vida, assumi que posso ficar sozinha, que não preciso estar com alguém apenas por carência e para ter companhia.

Assumir a solidão significa deixar de ter medo da própria companhia e de enfrentar os fantasmas interiores. Percebi melhor quem sou, do que gosto, das coisas que sempre fiz para tentar me encaixar na sociedade. Percebi que não preciso disso. Percebi que não tenho que tentar pertencer. Percebi que posso ser diferente de todos, ter opiniões próprias, mesmo que eu seja única e exclusiva.

Vi que sou uma Pessoa Altamente Sensível. Essa percepção mudou a forma de eu me ver, fez com que eu me sentisse mais segura; afinal, não sou uma pessoa “errada”; apenas tenho uma visão particular de tudo à minha volta, capto com maior intensidade as energias boas e ruins e empatizo com maior facilidade.

 

Foi um ano de crescimento, de mudanças, de tristezas e alegrias. Mas, ao final desses 12 meses, percebo que termino o ano como uma mulher mais madura, mais confiante, melhor em quase tudo (como mãe, como profissional, como filha).

As saudades do amor que partiu permanecem. Dores continuam incomodando. Tenho mais dúvidas do que respostas.

Mas estou pronta para partir em direção a mais um ano de evolução como mulher e como ser humano.

Que venha 2016!

 

 

Written by

15 Comments
  • Ahh.. Parece que teve um grande grau a mais de maturidade neste ano rsrs

    Acho incrível como Viajar sozinho parece muitas vezes ser a viagem menos solitária que podemos fazer haha

    • Silvia Souza disse:

      O problema é que viajar sozinho implica em ser sua única companhia. E muitas pessoas não têm coragem de olhar para si mesmas de verdade… assusta.
      Tenho tentado fazer uma viagem solitária 1x ao ano. As reflexões sempre são ótimas e posso planejar tudo no meu próprio ritmo.
      Abraço!

  • Feliz Ano Novo e 2016 abraços.

  • WLD disse:

    Grande aprendizado, obrigado. Pois serve também de ensino pra mim. Off: Prezada Silvia, respondi a proposição de TAG que me passou. Gostaria muito que lesse, se ainda não leu. Não sei o que ocorreu com relação ao seu blog em meu leitor, mas não tenho conseguido curtir e comentar. Eles desaparecem quando clico. Enfim, ótimo fim de semana. Espero não ter a importunado de alguma forma. Se o fiz, peço desculpas. Abraço.

    • Silvia Souza disse:

      Waldir, obrigada por sinalizar sobre o blog… Você não foi o primeiro.
      Contratei uma pessoa para “reformar” o blog para mim (coisa que deverá acontecer em janeiro, porque o blog terá que ficar fora do ar por alguns dias). Até agora, fiz tudo sozinha e há vários pequenas falhas que espero conseguir corrigir.

      Você não me importuna de forma alguma. É sempre um prazer trocar ideias.

      Abraço!

  • Paloma Silva disse:

    É, não foi um ano fácil. Mas ainda bem que você reconhece que aprendeu e que por mais triste e difícil que foi, você sobreviveu e está mais forte do que quando 2015 começou.

    Continue firme e forte!

    🙂

  • Oliveirawa disse:

    Parabéns! Grandes descobertas e 5 etapas! A que mais gostei de todas elas, foi (4. Criei coragem e investi no Blog), sua coragem para expor suas ideias no Blog. Sabe por que? Assim vc nos proporciona também a a oportunidade para refletir sobre todas as outras…rsrsrsrrsrrs Compartilhar é quase poder tocar a VERDADE duas vezes…rsrsr Feliz ano velho/novo!

  • Parabéns guerreira! Feliz 2016! Bjs

  • Caramba, Silvia. Posso te dar um troféu? HAHAHAH!
    Menina, que salto! Você é muito forte e guerreira, enfrentou coisas este ano que ainda não conhecia e tirou-as de letra. Fico imensamente feliz por você ter se saído bem e torço por outras novas mudanças ~ boas, é claro! ~ na tua vida. Afinal, é essa a graça da vida: não saber nada sobre o amanhã e ele nos surpreender. E me leva pra Paris na próxima vez? Você não precisa ir sozinha! HAHAHAHAH
    Sobre as tuas escritas, que bárbaro você ter deixado a insegurança de lado, pois você escreve muito bem, adoro ler teus textos, sempre tão leves e diretos. Ah, com certeza a demissão veio para engrenar esse teu cantinho ;))

    P.s: assumir a solidão é para poucos, vejo o meu pai e minha irmã e os admiro, não sei se conseguiria hoje em dia depois de quase uma década de relação com o meu marido. Eu sei, são coisas que só a vida nos ensina mesmo.

    Um beijo com bastante carinho, agora ainda mais tua fã!

    • Silvia Souza disse:

      Oi, Bia!
      Que lindo esse seu comentário!
      Estou aqui com lágrimas nos olhos… Mas são lágrimas de alegria de ler o que você escreveu… (Obs: sou uma Pessoa Altamente Sensível e choro com extrema facilidade… 😊)
      Os últimos 5 ou 6 anos vieram com inúmeros desafios. Não foram fáceis… Mas posso dizer que cresci muito como mulher e como pessoa.
      Super obrigada por tudo o que escreveu!
      Um beijo grande, com muito carinho!
      😘😘😘

Instagram
  • #lopedevega #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #fiodordostoievski #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #elianebrum #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #eugéniodeandrade #citações #reflexõesdesilviasouza
  • #richardHooker #citações #reflexõesdesilviasouza