22.06.2016
Templo esquecido de Lisístrata, Portugal

Templo esquecido de Lisístrata, Portugal

 

Pudesse eu, sim pudesse, eternamente
Alheio ao verdadeiro ser do mundo,
Viver sempre este sonho que é a vida!
Expulso embora da divina essência,
Ficção fingindo, vã mentira eterna,
Alma-sonho, que eu nunca despertasse!
Suave me é o sonho, e a vida porque é sonho.
Temo a verdade e a verdadeira vida.
Quantas vezes, pesada a vida, busco
No seio maternal da noite e do erro,
O alívio de sonhar, dormindo; e o sonho
Uma perfeita vida me parece…
Perfeita porque falsa, e porventura
Porque depressa passa. E assim é a vida.

Fernando Pessoa (“Fausto”)

  Pudesse eu, sim pudesse, eternamente Alheio ao verdadeiro ser do mundo, Viver sempre este sonho que é a vida! Expulso embora da divina essência, Ficção fingindo, vã mentira eterna, Alma-sonho, que eu nunca despertasse! Suave me é o sonho, e a vida porque é sonho. Temo a verdade e a verdadeira vida. Quantas vezes, […]


  • se pudesses viver para sempre este sonho q significado teria a vida?


%d blogueiros gostam disto:
DESIGN POR JESS