4.06.2016

 

Eu sigo esse canal no YouTube, Power of Positivity, e também sua página na Internet e no Facebook. Há sempre mensagens rápidas e boas para sermos melhores.

Essas 10 dicas se encaixam perfeitamente para mim, porque já fiz tudo isso para que conseguisse, simplesmente, encaixar-me à sociedade e ao mundo atual. Sempre foi um erro!

Deveríamos ensinar às crianças que nada disso é necessário.

Eu já errei muito na minha vida para, finalmente, descobrir quem eu sou, do que gosto e me assumir dessa forma. Eu tenho um enorme desejo de compartilhar minhas experiências, para que outras pessoas possam tentar evitar os mesmo erros que cometi ao longo da minha vida. Até foi nesse sentido que criei o blog.

Mas expor aspectos íntimos (e que nos envergonham) não é fácil. Ainda não consegui pensar em uma forma de fazê-lo. Um livro? Usando um pseudônimo?

Tudo o que escrevo aqui remete apenas superficialmente às minhas vivências. E tudo o que passei de ruim deixou marcas muito profundas na pessoa que sou hoje em dia… e não sei se algum dias essas marcas irão cicatrizar completamente.

De qualquer forma… contando ou não minhas vivências pessoais… deixo esse vídeo… É um grande ensinamento para nos lembrarmos todos os dias e tentarmos ser nós mesmos e construir uma sociedade melhor.

– Sílvia Souza

Sonnenblume_02_KMJ

  Eu sigo esse canal no YouTube, Power of Positivity, e também sua página na Internet e no Facebook. Há sempre mensagens rápidas e boas para sermos melhores. Essas 10 dicas se encaixam perfeitamente para mim, porque já fiz tudo isso para que conseguisse, simplesmente, encaixar-me à sociedade e ao mundo atual. Sempre foi um […]


  • É um vídeo interessante que dá bons conselhos, eu acho que a coisa mais difícil é seguir sob quaisquer circunstâncias, felizmente nós cometemos erros, tantas falhas que há muito tempo que já não a história. Se não fosse por isso, seriamos seres perfeitos, anjos em vez de meros seres humanos, e é por isso que eu acho que o céu deve ser um lugar muito chato. É piada. Um abraço,

    • O problema que eu vejo, Carlos, é que ainda se cobra essa perfeição. Eu vivi sendo cobrada no sentido de agradar os outros, nunca dizer não, ter que dar satisfação de todos os meus atos perante a sociedade. Infelizmente, é tudo o que não se deve fazer com uma criança…
      Até hoje, tento simplesmente seguir minha vida da forma que me agrada, que me faz feliz, mas algumas dessas cobranças deixam marcas eternas…

  • claudio kambami

    Concordo Silvia, é chato sim e vai de pessoas a pessoas. Uma saída seria o uso de um pseudônimo ou uma personagem, mas que seria ótimo essa ideia de escrever um livro, seria, mesmo porque seu entendimento nesse caso vai ajudar muitos. Vou torcer por você e quero autógrafo no dia do lançamento. 😉


%d blogueiros gostam disto:
DESIGN POR JESS