23.04.2016
Beauty-and-the-beast-disneyscreencaps.com-6089

Biblioteca no desenho “A Bela e a Fera”

 

Acho que um dos meus sonhos de infância (e que persistiu durante minha vida adulta) era o de possuir uma sala absolutamente repleta de livros. E, é claro, gostaria de tê-los lido todos.

Os livros têm a capacidade de nos levar a um mundo criado e descrito por outra pessoa – o autor – e nos dá a liberdade de reformar esse mundo e torná-lo um pouco nosso. Por mais bem caracterizado que esteja um personagem, ainda assim, cada leitor vai imaginá-lo de uma forma diferente, construí-lo à sua própria maneira. E, do mesmo modo que alteramos o cenário do livro, cada livro nos transforma, permite que possamos viver experiências apenas na imaginação e encontrar soluções para os problemas através dessa vivência virtual.

Colocar ideias em palavras, dar vida a pessoas inventadas, libertar o inconsciente para criar histórias intensas e verossímeis, retirando o crivo moral, constitui uma arte como poucas; talvez a mais completa das artes. É por esse motivo que muitos escritores tornam-se meus heróis e passo a adorá-los pela realização do impossível. Afinal, não acho banal criar uma história e fazer viver personagens. É quase um ato divino.

Mesmo que muitas grandes obras não tenham sido lidas pela grande massa da população, quem nunca ouviu falar de Romeu e Julieta e seu amor impossível? De Dom Quixote e sua loucura? Dos Três Mosqueteiros e sua amizade eterna? Quantas aventuras, traições, infidelidades, tristezas e alegrias, mágicas, mundos impossíveis, ideias de futuro, os livros são capazes de nos trazer?

Hoje é o Dia Mundial do Livro.

Gostaria de aproveitar esse dia e tentar fazer com que mais pessoas experimentassem esse universo mágico. E não apenas de criar gosto em entrar na história de um livro, mas que, aos poucos, também se permitam conhecer os grandes clássicos, os grandes escritores, aqueles imortalizados, consagrados pelo tempo ou aqueles premiados, reconhecidos dentro de sua própria geração.

Há livros para todos os gostos, para todas as idades, para todos os públicos. Só precisa haver mais desejo de explorar esse mundo das palavras, complexo e maravilhoso. Ensinar às crianças o hábito e o prazer na leitura é expandir horizontes, romper barreiras e fazer com que elas sonhem e almejem o que parece impossível. Mas cada coisa que faz parte da nossa vida surgiu de uma nova ideia. E muitas dessas ideias podem ter parecido impossíveis e visionárias quando surgiram.

Vamos ler mais, permitir que nossas mentes viajem mais, sonhem, percam-se em outros mundos para, no futuro, fazermos desse mundo uma casa para os nossos sonhos.

– Sílvia Souza

 

slogan_book_copyright2014_en

  Acho que um dos meus sonhos de infância (e que persistiu durante minha vida adulta) era o de possuir uma sala absolutamente repleta de livros. E, é claro, gostaria de tê-los lido todos. Os livros têm a capacidade de nos levar a um mundo criado e descrito por outra pessoa – o autor – […]


  • Um livro mantém minhas mãos ocupadas durante a maioria das noites de inverno. E a mente de viagem ao longo de suas páginas. Felizmente para o bom governo das minhas contas e estabilidade das prateleiras lotadas, eu tenho acesso a uma biblioteca pública. Um abraço.

    • Mesmo aqui em São Paulo, temos bibliotecas públicas também e há muitos livros a preços baixos, além daqueles que já são de domínio público e podem ser baixados sem custo algum para computadores e tablets. Não acho que alguém possa alegar falta de acesso a livro por não ler. Na maioria das vezes, acho que é falta de interesse mesmo, o que é ainda mais triste…


%d blogueiros gostam disto:
DESIGN POR JESS