10.03.2016

colo-do-utero

 

Eu mantenho um Blog sobre Medicina e Saúde desde 2011. Mas não tenho tido tempo de escrever nos dois e ele ficou um pouco abandonado. Optei por dedicar 1 dia da semana para escrever sobre Saúde e, aos pouquinhos, irei unificar os dois. Pensei em publicar às quartas, que é o que espero conseguir colocar em prática a partir da próxima semana.

Essa é uma republicação do Blog Universo dos Hormônios.

 

O que é Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)?

É uma condição clínica que acontece nas mulheres e que pode levar a irregularidade menstrual, acne (pele oleosa e espinhas), aumento de pelos no rosto ou queda de cabelos. Essa alteração também pode causar dificuldade para engravidar.

É uma alteração comum; cerca de 5% de todas as mulheres apresentam SOP.

 

O que causa SOP?

Nas mulheres com SOP, os ovários não funcionam muito bem.

Cerca de 1 vez por mês, os ovários devem produzir folículos, que produzem hormônios após o seu crescimento. Então, o folículo libera um óvulo; esse processo chama-se ovulação.

Entretanto, nas mulheres com SOP, os ovários produzem vários folículos pequenos em vez de um único folículo grande. Os níveis hormonais ficam desregulados e a ovulação não ocorre todos os meses, como deveria acontecer.

 

Quais são os sintomas de SOP?

As mulheres com essa alteração podem apresentar:

  • Menos de 8 ciclos menstruais por ano
  • Ganho de peso e desenvolver obesidade
  • Crescimento de pelos grossos e escuros em lugares onde apenas homens tendem a apresentar pelos, como acima do lábio superior, queixo, tórax, abdome
  • Queda de cabelo
  • Acne (pele oleosa e espinhas na face)
  • Dificuldade para engravidar

 

Deve-se procurar um médico, mesmo que os sintomas sejam discretos?

Sim. As mulheres com SOP têm maior predisposição a apresentar outros problemas de saúde; entre eles:

  • Diabetes
  • Aumento nos níveis de colesterol
  • Doença cardíaca
  • Apneia do sono (uma doença do sono que causa curtas interrupções da respiração enquanto a pessoa dorme)

 

Há exames que devem ser feitos?

O médico orienta sobre os exames que devem ser realizados baseados na idade, sintomas e situação individual. Podem ser solicitados:

  • Exames de sangue para avaliar os níveis hormonais, glicemia e colesterol
  • Teste de gravidez se houve falha de algum ciclo menstrual
  • Ultrassonografia pélvica

 

Como é tratada a SOP?

O tratamento mais comum é feito com anticoncepcional oral. A pílula anticoncepcional não cura a doença, mas melhora bastante os sintomas, além de proteger as mulheres com SOP do desenvolvimento de câncer do útero.

Outros tratamentos para os sintomas de SOP são:

  • Anti-androgênicos: esses medicamentos bloqueiam os hormônios que causam alguns dos sintomas de SOP.
  • Progestágeno: esse medicamento ajuda a regularizar os ciclos menstruais, mas apenas se for usado regularmente todos os meses. Ele também ajuda a reduzir o risco de câncer.
  • Metformina: esse medicamento pode ajudar a regularizar os ciclos menstruais, mas ele funciona apenas em cerca de metade das mulheres nas quais ele é usado. Em diabéticas, esse medicamento também ajuda a controlar a glicemia.
  • Cremes para a pele ou antibióticos quando há acne
  • Tratamento com laser ou eletrólise para remover o excesso de pelos.

 

Há algum cuidado adicional para ajudar a tratar a doença?

Sim. Se você tiver sobrepeso ou obesidade, perder peso pode ajudar a melhorar muitos dos sintomas. A redução de apenas 5% do peso corporal pode ajudar muito.

 

E se houver desejo de engravidar?

A maioria das mulheres com SOP são capazes de engravidar, mas pode demorar um pouco mais. Se estiver acima do peso, perder peso pode ajudar a regularizar os ciclos menstruais e aumenta as chances de engravidar. Se houver perda de peso, mas os ciclos menstruais continuarem irregulares, o médico pode prescrever medicamentos capazes de estimular a ovulação e aumentar as chances de engravidar.

– Sílvia Souza

  Eu mantenho um Blog sobre Medicina e Saúde desde 2011. Mas não tenho tido tempo de escrever nos dois e ele ficou um pouco abandonado. Optei por dedicar 1 dia da semana para escrever sobre Saúde e, aos pouquinhos, irei unificar os dois. Pensei em publicar às quartas, que é o que espero conseguir […]


  • Eu já tive cistos nos ovários. Tratei por duas vezes com dois anticoncepcionais distintos, a primeira vez aos 17 e a segunda aos 20 anos. Na segunda vez, interrompi o uso na sexta cartela, pois estava ficando deprimida. Como desde então meus exames de ultrassom e hormonais mostram-se normais, graças a Deus não precisei mais tomar os hormônios. Fiz tratamento para acne conjuntamente ao dos ovários e, hoje, que os ovários estão estáveis, faço depilação a laser para me livrar dos focos de hirsutismo.

    Excelente post!

    Beijos!

    • PS: Adorei ver que você está lendo o Dilmês! Em breve publicarei uma resenha dele lá no blog!

      • Estou quase acabando…
        Vou tentar escrever a respeito dele na segunda.
        Quando você vai publicar?
        Beijo!

    • Obrigada, Thaís!
      Essa é uma experiência de tentar manter os dois blogs juntos, porque o blog médico estava muito esquecido… Vamos ver se dá certo…
      Eu tive SOP também. Tratei. Parei o anticoncepcional para engravidar. Engravidei sem problemas nas duas vezes.
      Beijo!


%d blogueiros gostam disto:
DESIGN POR JESS